21/10/2008

Cada povo tem a mídia que merece...


Luis Guerra: Lindemberg, está tudo bem aí?
Lindemberg: Quem é?
Luis Guerra: Oh, Lindemberg, somos um amigo da família, e a gente queria saber se tá tudo bem, só isso...
Lindemberg: Quem é?
Luis Guerra: Lindemberg é o Luis Guerra, tudo bem? Somos conhecidos da...
Lindemberg: Luis Guerra?
Luis Guerra: Sou da Sônia Abrão, repórter da Sônia Abrão. A gente só está aqui em nome da sua família, porque sua mãe está desesperada e a gente quer saber se está tudo bem, só isso...
Lindemberg: Você é repórter?
Luis Guerra: Isso, filho. A gente está querendo saber se está tudo bem com você. Nossa preocupação é com você.
Lindemberg: Você é da onde? Da Sônia Abrão?
Luis Guerra: Isso, da Rede TV. Está tudo bem com você, filho?
Lindemberg: Está tudo bem, bicho.

Acima está o trecho inicial da entrevista do repórter com Lindemberg, para o programa de Sônia Abrão. Chama a atenção o modo pelo qual o repórter inicia a entrevista:

Luis Guerra: Lindemberg, está tudo bem aí?
E prossegue com uma falácia:

Luis Guerra: Oh, Lindemberg, somos um amigo da família, e a gente queria saber se tá tudo bem, só isso...
E outra:

Luis Guerra: A gente só está aqui em nome da sua família, porque sua mãe está desesperada e a gente quer saber se está tudo bem, só isso...

A repórter Zelda Melo, da TV Globo, e a Rede Record também entrevistaram Lindemberg, embora a assessoria da Polícia Militar disse não ter autorizado ninguém a falar com o sequestrador.

Um capitão do Exército afirmou ao jornal O Estado de S.Paulo: “Para esse tipo de ocorrência existem pessoas treinadas, especializadas. Às vezes, uma palavra errada da apresentadora coloca tudo a perder.”
SBT não queria fazer "sensacionalismo", diz assessoria. A Bandeirantes afirmou que não veiculou nenhuma entrevista com o jovem. O SBT informou que o advogado do rapaz entrou em contato com a emissora para oferecer a entrevista. O SBT não aceitou.
“Nosso jornalismo resolveu não entrevistá-lo, não fazer sensacionalismo com a situação”, disse. A TV Cultura não respondeu à reportagem. (Trecho reproduzido do Portal Comunique-se.)

Observação 1: o advogado Eduardo Silva Lopes que deixou o caso do cliente, Lindemberg, por ter quebrado o acordo “depois de tanto pedir para que ele se entregasse, desse um desfecho pacífico para tudo isso, infelizmente ele traiu a minha confiança”. Este mesmo advogado ofereceu a entrevista ao SBT, conforme publicado no Portal Comunique-se.

Observação 2: durante o velório, milhares de pessoas passavam pelo caixão onde se encontrava Eloá, com seus celulares em mãos, para fotografar o corpo. Que tipo de resgistro tétrico o povo desejava guardar, mostrar, exibir e publicar?

Os erros deste sequestro não se restringem aos policiais, mídia e demais envolvidos. A população transbordante de uma curiosidade malsã também tem sua parcela de responsabilidade, pois a mídia produz o que o público consome. Uma sucessão de erros sem nenhum bom senso produziu o resultado lastimável deste sequestro.

Cada povo tem a mídia que merece.

VOCÊ é muito importante para nós. Queremos ouvir SUA VOZ. Deixe seu comentário abaixo, após 'Related Posts'. Apoie este projeto: clique nas publicidades ou contribua.


0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.