23/10/2008

"Só fizemos nosso trabalho"


Coloquei a declaração de alguns apresentadores e jornalistas no plural, por um motivo simples: imaginei-os dizendo ao mesmo tempo, abraçados e vestidos de branco, como naquelas propagandas de fim de ano. "Só fizemos nosso trabalho" – diriam, alguns com bastante experiência profissional, em atividade desde os tempos da Escola-Base.
Paralelamente aos questionamentos sobre a conduta da mídia neste seqüestro, existe outro essencial: da obrigatoriedade do diploma jornalístico para exercer a profissão. Sinceramente, será que faz diferença?
Tenho lido textos de quem se pronuncia contra ou favorável. Particularmente, não tenho opinião definida, mas sentiria-me feliz se discutissem o nível universitário de nosso país, se exigissem melhorias no ensino, se fizessem um amplo debate sobre comunicação, a exemplo da Inglaterra, com intuito de educar telespectadores e evitar medidas e discussões sobre "censura".
Nenhuma regulamentação dará aquilo que não se obteve através da educação. Claro que as leis são importantes para a sociedade, pois visam o melhor convívio dos grupos sociais. Mas numa sociedade como a do Rio de Janeiro, por exemplo, onde a milícia e o tráfico assolam milhares de favelas pela cidade, cada qual com suas próprias leis, já não estaríamos vivendo uma espécie de caos legislativo e social? Nos últimos anos a lei tem impedido o crescimento de algum tipo de barbárie?
Num país onde Reinaldo Azevedo escreve para uma revista de circulação nacional e critica duvidosamente Paulo Freire (reconhecido internacionalmente), será que nossos debates sobre educação não estão ameaçados? Aliás, será que estes profissionais estão interessados em debater algo? Deveríamos ter uma ampla rede de debates sobre a mídia, educação, legislação, jurisprudência; deveríamos aproveitar este triste fato do seqüestro de Santo André para repensar a política, a polícia, o jornalismo, as universidades, etc. Caso contrário, correremos o risco de ouvir cada vez mais: “só fizemos nosso trabalho”.


VOCÊ é muito importante para nós. Queremos ouvir SUA VOZ. Deixe seu comentário abaixo, após 'Related Posts'. Apoie este projeto: clique nas publicidades ou contribua.

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.