10/11/2008

A genealogia da família Bush


A genealogia dos antepassados da família Bush, pela linha paterna. Abaixo reuni um pouco da história que pude encontrar sobre uma das famílias de políticos mais famosa dos EUA.

Richard Bush – (1696-1732) pai de Timothy Bush. Acredita-se ser o mais velho conhecido membro da família Bush na América do Norte.

Timothy Bush – (1735-1815) pai de Bush Jr.

Timothy Bush Jr – nasceu no Líbano em 1761 e morreu em 1850. Pai de Obadiah Newcomb Bush.

Obadiah Newcomb Bush – (1797-1851) Em Rochester, Obadiah foi empregado como professor e era abolicionista. Foi vice-presidente de uma sociedade anti-escravagista. Seu irmão Henry, fabricante de fogões, era igualmente conhecido pela participação em atividades abolicionistas.

James Smith Bush (1825-1889) - foi advogado, padre episcopal e escritor religioso. Pai de um magnata, Samuel Prescott Bush.

Samuel P. Bush (1863-1948) - era industrialista e empreendedor, pai do Senador Prescott Sheldon Bush. Conselheiro/Presidente da Hoover, Presidente da Associação de Ohio dos Fabricantes.

Prescott Sheldon Bush (1895-1972) senador dos EUA e banqueiro da Wall Street junto com Brown Brothers Harriman. Pai do ex-presidente dos George H. W. Bush e avô do atual presidente George W. Bush.

George Herbert Walker Bush - nasceu em 1924. Alistou-se nas forças armadas, realizou 58 missões durante a ll Guerra e foi condecorado por bravura. Foi para a Universidade de Yale e depois trabalhar na indústria de petróleo da família, no Texas.
Segundo autores, o sucesso financeiro dos Bush se explica pela atuação política, que lhes permitiu informações privilegiadas. Teve dois mandatos como deputado. Foi derrotado duas vezes para o senado e nomeado para muitos cargos: embaixador nas Nações Unidas, presidente do Comitê Nacional Republicano e diretor da Agência Central de Inteligência (CIA). Em 1980 se tornou vice-presidente de Ronald Reagan e em 1988 conquistou a presidência. Enviou tropas ao Panamá para derrubar o regime que ameaçava a segurança do canal, vital para os negócios americanos.
Quando Saddam Hussein invadiu o Kuwait e ameaçou avançar contra a Arábia Saudita, Bush reuniu e enviou 425 mil soldados americanos, que se juntaram a 118 mil de países aliados. Após semanas de bombardeios expulsou o exército iraquiano de um milhão de soldados.
Apesar da popularidade foi incapaz de oferecer soluções para a crescente crise econômica nos EUA, que sofriam com aumento da violência e déficit elevado. Em 1992 foi derrotado por Clinton.

George Walker Bush nasceu em 1946. Eleito presidente em 2000 após uma disputa polêmica (teve menos votos populares que seu oponente Al Gore), tomou posse em 2001, depois de uma campanha onde apresentou propostas de reforma das escolas, transformação da defesa nacional, redução de impostos, modernização da previdência social e do Medicare (seguro-saúde público) e de estímulo a organizações religiosas e comunitárias para trabalharem com o governo para ajudar os americanos carentes.
O 43º e ainda presidente cresceu em Midland e em Houston. Graduou-se pela Universidade Yale, serviu como piloto na Guarda Aérea Nacional. Obteve título de mestre em administração de empresas pela Universidade Harvard. Voltou para Midland e iniciou a carreira no setor de energia. Após trabalhar na campanha do pai em 1988, criou o grupo que comprou os direitos da equipe de beisebol Texas Rangers em 1989. Tornou-se o primeiro governador do Texas a ser eleito para dois mandatos consecutivos.
Os ataques de 11 de setembro de 2001 modificaram os EUA. Na ocasião declarou guerra ao terror e anunciou que os objetivos da sua administração eram a vitória na guerra contra o terrorismo e a promoção da liberdade humana. Mas ter incluído na política de combate ao terror a invasão do Iraque em 2003 e a derrubada de Saddam Hussein gerou controvérsias, visto que as razões alegadas - existência de armas de destruição em massa- não foram comprovadas. Porém, os excelentes contratos que a empreiteira Halliburton obteve para reconstruir o Iraque são apontados exemplares de como os Bush, pai e filho, usam a política para ter sucesso nos negócios.
Os EUA do primeiro mandato atravessaram um período de crescimento econômico, mas não absorveram grande contingente de desempregados. Analistas sustentam que ao reduzir drasticamente os impostos dos mais ricos, contribuiu para um enorme déficit público.
Desde a reeleição tem sido alvo de fortes críticas, seja sobre a situação das tropas americanas no Iraque, seja sobre a prática de tortura na prisão iraquiana de Abu Graib e de Guantânamo, em Cuba. Também são questionadas suas posições sobre as pesquisas com células-tronco, seu desempenho por ocasião do furacão Katrina e acerca de escândalos administrativos. Sua popularidade tem declinado nos últimos dois anos.

Fontes: The White House Historical Association, Wikipedia, UOL e sites de genealogia americanos.

VOCÊ é muito importante para nós. Queremos ouvir SUA VOZ. Deixe seu comentário abaixo, após 'Related Posts'. Apoie este projeto: clique nas publicidades ou contribua.


0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.