A crise das análises jornalísticas

Prestei tempo considerável para ler artigos de sociólogos, economistas, historiadores e jornalistas com um ponto comum: a proposta de a...


Prestei tempo considerável para ler artigos de sociólogos, economistas, historiadores e jornalistas com um ponto comum: a proposta de analisar a crise econômica, e logo afirmo ser este o único acordo: o tema. As opiniões divergem quase ao infinito: alguns comemoram o fim do capitalismo conhecido; outros afirmam que nada irá mudar; alguns falam ser cedo para analisar efeitos concretos; outros dizem que as crises são cíclicas; alguns dizem ser diferente da crise de 1929; outros dizem que na própria crise de 1929 havia-se pronunciado o fim do capitalismo que como todos sabem, não acabou.

Primordialmente, sintetizei opiniões sobre um assunto e encontrar diferenças é normal. Porém, aproveito para registrar outro fato: a crise mais perturbadora pela qual passamos é a de análise, não pelas divergências, mas pela dificuldade em encontrar os que analisem um assunto além da exposição de informações. E mais: além dos obstáculos para encontrar, noto que muitos textos, pretensamente analíticos, são superficiais, sem referentes e limitados a dizer obviedades. Isto seria previsível se falássemos dos produzidos pelo senso comum, mas não por jornalistas, economistas, sociólogos e historiadores. Não é raro findar uma leitura com a sensação de que "algo está faltando".

Na mídia, seja para explanar a crise, para silenciar sobre o acordo com o Vaticano ou para movimentar-se contra a "Lei Azeredo", o que mais se lê é a repetição informativa e, em muitos casos, com falta de informação. Maurício Tuffani, jornalista, em artigo publicado no Observatório da Imprensa, descreve uma situação:

"Muitos dos blogs e sites envolvidos nessa campanha de ciberativismo (no caso, contra a Lei Azeredo) limitam-se a repetir o que terceiros dizem, sem dar referências das informações que veiculam. Muito se fala desse projeto de lei, mas poucos são aqueles que transcrevem os seus pontos polêmicos ou que fornecem links para onde estão as informações primárias sobre o assunto e análises acerca da questão".

Recentemente publiquei um texto sobre o acordo com o Vaticano, ao qual dediquei inúmeras visitas em sites, incluindo jornais, blogs de jornalistas e católicos para, depois de um tempo de pesquisa, notar a falta de informações necessárias para compreenssão do assunto. Do montante lido, apenas três analisaram a questão, referindo-se à falta de notícias sobre o acordo (dois deles publicados no Observatório da Imprensa).

Parecemos viver em uma dança de festa junina, na qual o locutor diz "olha a cobra" e os participantes viram-se para caminhar em sentido contrário. Mas logo depois diz "é mentira" e todos se voltam ao sentido inicial. Tornamo-nos repetidores de informação, de análises superficiais, eufóricos por novidades idolatrando a velocidade circulante. Parecemos ter perdido a capacidade fundamental da ANÁLISE.

Vivemos ávidos por acumular informações sobre os acontecimentos. Mas o que fazer com estas informações? Nada, pois logo devemos acumular novas informações sobre mais acontecimentos, para ficarmos "antenados" ao mundo "globalizado". Porém, acumular informação é tão útil quanto aumentar os livros (que você não lê) em sua estante. Você tem toda a informação ao seu alcance, mas não sabe o que fazer, pois está adquirindo mais informações e não pausa para um exercício primordial: analisar o que vive acumulando. Perdemos tanto a capacidade de análise que diante de qualquer notícia, esperamos por análises alheias, para em seguida repetir os pensamentos de outrem. Não adianta ler jornais diariamente se somos incapazes de questionar, de analisar os motivos da veiculação da notícia ou mesmo raciocinar sobre as causas e efeitos de tal acontecimento. Agimos como "descerebrados" bem informados e reagimos de acordo com as opiniões repetidas, sem análises próprias.


Qualquer texto que faça uma análise irá além de dois ou três parágrafos de lead e sub-lead, e estará acima da quantia de informação a que nos acostumamos. Gostamos de leituras rápidas para assimilamos mais informações em menos tempo. Mas de que adianta conhecermos mil provérbios se somos incapazes de analisar qualquer um deles?

VOCÊ é muito importante para nós. Queremos ouvir SUA VOZ. Deixe seu comentário abaixo, após 'Related Posts'. Apoie este projeto: clique nas publicidades ou contribua.


COMMENTS

BLOGGER
Nome

Anna Poulain,5,Apoemático,19,APPs,15,Arte,5,Arte Digital,17,Artigos próprios,105,Artigos reproduzidos,286,Biografias,1,Cinema,8,Citações,20,coluna S I T T A,5,Consumidor,24,Contos,14,Crônicas,7,Cultura,14,Dados estatísticos,17,Depressão Comunica,7,Diálogos,1,Diego Pignones,42,Digital,1,Documentários,120,Educar,23,Ensaios,14,Entrevistas,40,featured,4,Fotografia,42,Games,3,HQ,16,In Memoriam,2,Informe,1,Jornais,25,Jornalismo Literário,7,Língua Inglesa,1,Língua Portuguesa,25,Literatura,31,Machismo,17,Memórias de minha janela,10,Mídia,1299,Música,81,nota,9,Nota.,223,Notificando,3,Outros Blogs,2,Pablo Pascual García,1,Pensamento e Comunicação,57,Pensamentos tupiniquins,196,Pintura,16,Poesia,39,Política Carioca,135,Política Internacional,335,Política Nacional,1003,Q tem pra V,45,Rádio/TV,27,Rapidinhas do Sr Comunica,29,Saúde,18,Teatro,20,Tetraplégicos Unidos,10,Tirinhas,4,Tupi Guarani Nheengatu,8,Viagem,10,Vídeos,39,Web,45,
ltr
item
COMUNICA TUDO: A crise das análises jornalísticas
A crise das análises jornalísticas
https://4.bp.blogspot.com/-RRzyHYHnQxk/WTVdxTS7_1I/AAAAAAAAOKo/fMrWRHW2yt45wF6owkIR3s8Exnrj2cL9gCK4B/s400/img007.jpg
https://4.bp.blogspot.com/-RRzyHYHnQxk/WTVdxTS7_1I/AAAAAAAAOKo/fMrWRHW2yt45wF6owkIR3s8Exnrj2cL9gCK4B/s72-c/img007.jpg
COMUNICA TUDO
http://www.marcelodamico.com/2008/11/crise-das-anlises.html
http://www.marcelodamico.com/
http://www.marcelodamico.com/
http://www.marcelodamico.com/2008/11/crise-das-anlises.html
true
4187826622770269860
UTF-8
Loaded All Posts Not found any posts VIEW ALL Readmore Reply Cancel reply Delete By Home PAGES POSTS View All RECOMMENDED FOR YOU LABEL ARCHIVE SEARCH ALL POSTS Not found any post match with your request Back Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS CONTENT IS PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy