29/01/2009

Fatos interessantes...


O Bolsa Família é um programa de transferência direta de renda para famílias pobres, que tem como contrapartidas algumas obrigatoriedades: os filhos em idade escolar têm que estar matriculados e freqüentar 85% das aulas, pelo menos; as crianças com menos de 7 anos devem ser levadas periodicamente ao posto de saúde e manter em dia a carteira de vacinação, e as gestantes precisam comprovar que estão tendo acompanhamento pré-natal.
Já aconteceu em São Paulo, nos últimos anos, pelo menos três seminários internacionais de avaliação econômica de programas sociais como o Bolsa Família, organizados por entidades privadas. Em todos eles se demonstrou a validade desse tipo de política, mas nenhum deles foi sequer noticiado pelos jornais.
Apesar de todas as evidências de que a ação de inclusão social de famílias pobres ajuda a economia, o tom do noticiário a respeito do programa continua negativo. Com a ampliação da cobertura, o Bolsa Família vai custar quase 12 bilhões de reais por ano.
Apenas como curiosidade, convém observar que, no pacote de emergência aprovado na quarta-feira (28/1) pela Câmara dos Estados Unidos, está incluído um programa parecido com o antigo Fome Zero criado no Brasil. Na maior potência capitalista do mundo, o governo vai distribuir 20 bilhões de dólares aos pobres para a compra de alimentos e ninguém fica dizendo que isso é clientelismo.
(trecho do artigo de Luciano Martins Costa, publicado no Observatório da Imprensa)

VOCÊ é muito importante para nós. Queremos ouvir SUA VOZ. Deixe seu comentário abaixo, após 'Related Posts'. Apoie este projeto: clique nas publicidades ou contribua.

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.