29/01/2009

Uma fenda temporal

Era 1995 e 2009 ao mesmo tempo. Os olhos tristes rodavam lancinantes enquanto palavras surgiam desta estranha conjunção temporal. Amigos saltavam ao meu lado, confusos, emocionados, mas eu estava só em meu quarto inacabado. O calor dilacerava meus nervos impacientes. Eu queria estar ali e acolá, relembrando o que a fita cassete me trazia no lar. Tudo estava registrado magneticamente e abrindo uma fenda impensável no tempo, exatamente no momento em que recupero o que um dia perdi. O toca-fitas era a única imagem que eu conseguia fitar, e tudo voltou a ser história, assim que pressionei STOP.

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.