25/05/2009

Serra, Sarney e os dedos.

O governador de São Paulo, o Serra, vai estimular a prática do dedo-duro, para fiscalizar os fumantes desobedientes. Isto me faz lembrar os "fiscais do Sarney", quando este era Presidente da República e estimulava os ufanistas de plantão a fiscalizar os preços pelo bem da nação. Os dois Josés (o Serra e o Sarney), tem planos políticos (um no presente e outro no passado) que beiram a prática dos milagres imbecis ou contemplam a natureza intelectual de 75% de analfabetos funcionais tupiniquins. Num país como o Brasil, com sérios problemas de estrutura básica, com mais de 50 mil homicídios infantis por ano, corrupção política, corrupção policial, entre tantos outros pontos merecedores da atenção social, política e econômica de nossos nobres eleitos, parece-me que o Serra está querendo fazer de tudo, menos política (no sentido nobre da palavra).

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.