15/05/2009

Um erro por outro.

A concessão de duas emissoras de TV e duas de rádio ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC paulista tornou-se alvo fácil da mídia. A situação, embora de particularidades inéditas, não difere muito de outras tantas feitas nacionais. Deputados, senadores, políticos em geral e demais laranjas estão cansados de ganhar ou renovar concessões de TV e Rádio sem restrições, criando o "coronelismo eletrônico" atual. A prática tornou-se famosa nas mãos de José Sarney, quando era Presidente da República. Rafael Marques, vice-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, deu belíssima explicação sobre o caso, usando a lógica de um erro por outro:
"O presidente Lula foi fundamental na obtenção desse canal. O governo Sarney [1985-1990] distribuiu vários canais, mas nenhum para os trabalhadores".

Um comentário:

  1. de erro em erro o brasil enche o papo...

    ResponderExcluir

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.