27/07/2009

Mídia brasileira de meia tigela

Será rápido e importante para sua vida.
Passe seus olhos neste post: Confecom.
Agora veja este: Redução de 80% de verbas.
Nos dois posts citados, foi comentado as artimanhas da mídia nacional contra a Confecom. Mas como brasileiro é criativo, surpreendente e pizzaiolo (como diria Lula sobre congressistas), os empresários da comunicação brasileira se superaram:
"Empresários esvaziam reunião da Comissão Organizadora da Confecom - A reunião da Comissão Organizadora Nacional da Conferência Nacional de Comunicação (Confecom) realizada ontem (22), em Brasília, não contou com a presença dos representantes de empresários das comunicações. A ausência acabou minando as discussões sobre o regimento da conferência, cuja aprovação estava mais uma vez na pauta da CON" - publicado no sítio Observatório do Direito à Comunicação.
Nos últimos meses, em toda a "grande mídia" nacional, lemos e ouvimos notícias diversas sobre políticos defendendo interesses próprios no Congresso Nacional. Mas como o sujo pode falar do mal lavado? Ou será que o sujo e o mal lavado, em boa parte de nossa mídia, não são os mesmos?
Outra publicação no mesmo Observatório diz:
"A Conferência Nacional de Comunicação (Confecom) deverá sair sem a presença dos empresários do setor de radiodifusão, telecomunicações, mídias impressas, Internet e TV por assinatura" - publicado no sítio Observatório do Direito à Comunicação.
Quais motivos causam tanto temor nos "donos da comunicação" brasileira?
Aliás, os defensores da liberdade de expressão não querem se comunicar?

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.