07/06/2017

Amor e Medo: 2 sentimentos extremos em uma canção


Amor e Medo: 2 sentimentos extremos em uma canção

Esta é uma música que fiz, não tenho absoluta certeza, por volta de 2002 ou 2003. Na época, quis retratar uma situação intensa que estava vivendo entre estes dois sentimentos que dão nome à canção. Eu amava muito certa pessoa e com ela estava dividindo minha vida, na medida do possível. Mas uma outra pessoa, não sei se para me alertar ou simplesmente me fazer mal, incutia em mim grandes doses de medo. Eu tentava não ouvir o que ela dizia, mesmo assim, suas palavras ressoavam dentro de mim.

O resultado disso tudo? A aprendizagem e o amadurecimento que vieram através de uma separação e também uma música. Na primeira parte da canção está retratada aquela que me dava o medo. Na segunda, claro, o amor. Quando a compus, havia atribuído um outro título para a música, o qual não me lembro. Depois resolvi por um nome simples e representativo: Amor e Medo.

O vídeo abaixo foi meu primeiro "clipe", totalmente ao acaso. Há dez anos atrás, estava tentando fazer umas gravações autorais em casa, utilizando um programa freeware bastante conhecido e muito simples. Tinha acabado de gravar a música e saí de carro pelo Rio de Janeiro com mais dois familiares. Um deles tinha comprado uma câmera de filmagem e estava testando durante nosso passeio. Chegando em casa, ele me pediu que salvasse todos os vídeos, pois ele não entendia muito bem disso.

Baixei os vídeos e fui editar todas as imagens em um único vídeo, para facilitar. Assistindo o produto final, pensei: podia ter uma música, né? Fui procurar nos meus arquivos e encontrei aquela que tinha acabado de gravar. Pensei, por que não?

Assim nasceram a música e o vídeo que segue abaixo (com a letra após o vídeo). Hoje pretendo regravar todas estas músicas com uma qualidade merecida e lançar um álbum só com canções próprias. Material para isso não falta, aliás sobra para muitos outros álbuns. Mas isto é assunto para outro texto...



Título: Amor e Medo
Como se não soubéssemos da raça humana
Como se não tivéssemos a nossa gana
Como se não fôssemos egoístas
Como quando o fôlego altera a pista
Quando a parede é a própria vista
Quando os lábios se cruzam por um destino
Quantas mãos se separam deste ensino
Quando teu olhar raro me enche de cor
Tudo o que hoje é paz antes era dor
Tudo o que você me faz se torna amor

(Via Marcelo D'Amico)


VOCÊ é muito importante para nós. Queremos ouvir SUA VOZ. Deixe seu comentário abaixo, após 'Related Posts'. Apoie este projeto: clique nas publicidades ou contribua.


0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.