21/08/2009

Diploma de jornalista pode voltar

Volta da exigência do diploma para jornalistas terá votação rápida na Câmara - A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 386/09 (arquivo PDF), do jornalista e deputado federal Paulo Pimenta, que busca restabelecer a obrigatoriedade do diploma de jornalismo para o exercício da profissão no Brasil, foi entregue esta semana à Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC), onde será analisada, informa a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ). O deputado Maurício Rands foi indicado como o seu relator.
Se aprovada pela CCJC, a presidência da Câmara dos Deputados garantiu que agilizará a tramitação da proposta até a sua votação em plenário, acrescenta a FENAJ. Na última quarta-feira, o presidente da FENAJ e o deputado Pimenta tiveram uma reunião com o deputado e relator Rands, onde lhe entregaram um dossiê contendo documentos que subsidiarão o trabalho da CCJC, segundo o blog de Pimenta.
“O resultado do trabalho jornalístico influi diretamente no comportamento da sociedade, por isso é necessário dar garantias a essa sociedade de que os profissionais que exercem a atividade jornalística têm formação qualificada. (...) Não se pode brincar com o fazer jornalismo e transformar todo cidadão, que bem entender, em jornalista”, disse Pimenta durante a reunião, citado em seu blog.
Desde que o Supremo Tribunal Federal (STF) votou pelo fim exigência do diploma em junho deste ano, a FENAJ tem se manifestado e mobilizado contra a decisão. Leia mais sobre a polêmica do diploma aqui.
No vídeo, o deputado federal Paulo Pimenta fala sobre a PEC 386/09:


Publicado originalmente por Eva Menezes neste endereço.

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.