18/08/2009

José Serra e o bloqueio midiático

"Conforme denuncia o Sindicato dos Radialistas, a greve foi deflagrada em 10 de agosto porque o governo simplesmente descumpriu o acordo coletivo assinado com a categoria, que previa 5,83% de reajuste e um abono salarial de 35%. “Na verdade, a Rádio e TV Cultura vem ignorando a lei e as reivindicações dos trabalhadores há muito tempo”, garante a entidade, que crítica do Codec, órgão do governo estadual, como responsável maior pela intransigência. Ela ainda responsabiliza a direção da Fundação Padre Anchieta, presidida por Paulo Markun, pela crise da emissora, que acumulou um rombo financeiro de R$ 19 milhões no período recente e é 'incompetente'.


A greve dos radialistas da RTV Cultura também serviu para desmascarar as relações promíscuas entre o tucano José Serra e o grosso da mídia hegemônica. Ela tratou a paralisação como “não-notícia”, evitando qualquer realce à mobilização e às demandas dos trabalhadores. A passeata dos grevistas, que ocuparam três faixas da congestionada Marginal do Tietê, não foi noticiada.
O bloqueio midiático prova que há uma forte blindagem para defender a trágica gestão do tucano. Caso a greve tivesse ocorrido na TV Brasil, ela seria manchete nos jornalões e nos telejornais. A “ditabranda” da Folha publicaria outro editorial para defender o fechamento da emissora pública."
- do sítio de Altamiro Borges.
Comentário: enquanto a mídia faz "festa" com a lei antifumo, com os índices da pesquisa presidencial de 2010, existem notícias realmente importantes que se transformam em "não-notícias". Enquanto isso, a Falha de São Paulo e o inEstado de São Paulo desejam o fim da TV Brasil, ou será que também desejam o fim de outros veículos? Afinal de contas, o que deseja a grande mídia? Qual é o seu projeto para o Brasil?

Um comentário:

  1. A grande mídia deseja ser o filtro da informação. Só passa o que ela quiser.
    Quanto mais puderem complicar, melhor! Para seus interesses!

    ResponderExcluir

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.