07/08/2009

Ministério da Saúde, internet e gripe suína.

No post "Tamiflu vira notícia diária..." recebi comentário assinado por Fernanda Scavacini, Assessoria de Comunicação do Ministério da Saúde. O texto reproduzido trata da cobertura jornalística sobre o remédio, na qual faltam informações. Provavelmente, a Assessora pretendia explicar o trecho do artigo escrito por Paulo Rebêlo que diz:
"Agora, qualquer médico pode receitar Tamiflu de acordo com seus próprios critérios."
A explicação da Assessoria do Ministério segue abaixo:
Olá M.A.D.,
O médico poderá receitar o Tamiflu se a pessoa apresentar sinais de agravamentos da doença. A prescrição ou não do medicamento não previstas no protocolo ficam sob responsabilidade conjunta do médico responsável pela prescrição e da autoridade de saúde local.No Portal Influenza você tem acesso aos protocolos emitidos pelo governo e à outras informações sobre o vírus Influenza A(H1N1).
Para mais informações: fernanda.scavacini@saude.gov.br
Assessoria de Comunicação
Ministério da Saúde
Pesquisando, encontrei entrevista de Carlos Hotta com Fernanda Scavacini. Na entrevista ela fala sobre o monitoramento do Ministério da Sáude de notícias sobre a gripe suína, iniciado em 25/04/09. O objetivo é "ter uma visão real sobre a expectativa da população sobre as ações do Ministério, em relação à doença. Assim como identificar as principais dúvidas, teorias a respeito do vírus e, principalmente, boatos que podem trazer pânico à sociedade. Nem sempre fomos bem aceitos. Porém, na maioria das vezes, a recepção é positiva, pois as pessoas aproveitam para sanar suas dúvidas e dar sugestões", diz Fernanda.
Para ler esta entrevista na íntegra, clique aqui.
Sem dúvida, a iniciativa do Ministério da Saúde é importante, além de inovadora. Difícil mesmo é orientar a imprensa oficial sobre não "trazer pânico à sociedade".

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.