03/09/2009

O Rio continua rico!

Na postagem intitulada "O Rio continua indo...", sobre o Rio 2016, cometi erro grave ao supor que o estado do Rio de Janeiro é pobre, no trecho:

"Caso contrário, tchau dinheiro, tchau obras, voltamos a ser pobres como sempre fomos (pelo menos em parte da cidade)."


Ora bolas, isto é uma grande mentira minha e posso provar. Veja um exemplo: as obras realizadas no estádio de futebol Engenhão, foram originalmente orçadas em R$ 87,3 milhões, mas realizadas com míseros R$ 371 milhões de reais, ou seja, um acréscimo de 424,65%.

Outro exemplo: a cidade da música (ex-Roberto Marinho) tinha projeto inicial de R$ 80 milhões, mas isto é bobagem, dinheiro de feira para o poder público carioca. Por fim, quer dizer, sobre a obra ainda sem fim, já se gastou R$ 500 milhões. Mas não é só isso, pois ainda não está pronta. Vamos gastar mais. Uh uh! Somos ricos. VIVA! É carnaval, oba! É carnaval, oba! Hoje desconfio que Caetano Veloso compôs a música "Alegria, alegria" para o Rio, pois tudo é alegria sem fim. O estado mais rico com a capital considerada a cidade mais linda do Brasil. Aqui tudo é alegria.

Quem mora fora do Rio pode pensar que sou irônico, mas não é verdade e posso provar. Por exemplo, qualquer chuvinha faz o trânsito da cidade parar e vocês não imaginam a alegria que se instala quando chove. É todo cidadão pulando, molhado, suado, um verdadeiro carnaval. Outro exemplo, quando se pega um ônibus da concessão pública de transportes (menos na Zona Sul), o veículo está tão mal conservado que passa o trajeto todo fazendo barulho por falta de freio, janela batendo, pneu careca. Todos estes barulhos juntos, nos ouvidos cariocas, parecem samba, e a coisa mais comum aqui no Rio é ver um ônibus lotado de trabalhadores cansados, porém, sambando feito loucos no final de cada dia, tamanha a nossa alegria.

Riqueza, beleza e alegria, você encontra aqui no Rio de Janeiro. Estas reportagens que você assiste em jornais televisivos sobre violência, estupro, homicídio, tráfico, abuso de poder, jogo do bicho, droga, prostituição: é tudo mentira! Isso aqui é uma beleza! Temos dinheiro de sobra, aos montes. Aqui não é como no resto do país, onde se faz contas para administrar o dinheiro público. Nada disso. Aqui a gente gasta feito louco mesmo. Contrata arquiteto francês pra fazer a cidade da música (ex-Roberto Marinho), contrata escritório de arquitetura norte-americano pra fazer o Museu da Imagem e Som (projetando o Rio para o Mundo). Brother, aqui é carnaval o tempo todo.

Observação: este texto tem como marcador o estilo literário "Contos", pois isto é uma obra de ficção. Não, não é verdade. Tá maluco...

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.