Itararé, nossa data nacional

Por Rudolfo Lago - Que o texto inaugural desta coluna se assemelhe a uma carta de princípios. A tarefa à qual nós vamos nos debruçar aqui, ...

Por Rudolfo Lago - Que o texto inaugural desta coluna se assemelhe a uma carta de princípios. A tarefa à qual nós vamos nos debruçar aqui, daqui para a frente, será desvendar o que está por trás dos principais movimentos e fatos políticos, e das ações e estratégias que os tornaram possíveis. E a experiência da história brasileira vai nos jogar na cara o seguinte: será inevitável que, nesse exercício, nós fiquemos quase sempre com a estranha sensação de que o picolé derreteu e que ficamos chupando apenas o palito. Ou seja: de que alguma coisa sempre acontece no final que frustra as nossas melhores expectativas.
.
Se há um episódio subestimado da história do Brasil, é a Batalha de Itararé. A “batalha que não houve” só mereceu a atenção daquele que talvez tenha sido o nosso maior humorista, Aparício Torelly, que adotou a designação de Barão de Itararé, entendendo o quanto aquilo representava na nossa sina brasileira.
.
Voltemos a 1929. A República Velha adotava a “política do café com leite”, uma divisão do poder entre São Paulo e Minas Gerais, naquele momento fortemente contestada. Para suceder o presidente Washington Luís, lançou-se o nome de Júlio Prestes. As eleições aconteceram num clima agitado, com suspeitas de fraude. A confusão aumentou quando João Pessoa foi assassinado na Paraíba. Em paralelo, os preços do café caíam, como reflexo do crack da Bolsa de Nova York, enfraquecendo o braço econômico do grupo no poder. Rio Grande do Sul, Paraíba e Minas Gerais iniciam um levante. Do Rio Grande do Sul, os revoltosos marchariam rumo ao Rio de Janeiro. De acordo com o governo, eles não passariam de Itararé. Ali, as tropas governistas estavam preparadas para resistir. A população, aflita, esperava grande derramamento de sangue e esvaziou a cidade. Quando a batalha estava prestes a acontecer, chegou a noticia de que Washington Luís, no Rio, já havia sido deposto. E a batalha, ao final, “não houve”.
.
Assim, frustrou-se a expectativa da batalha sangrenta. Ainda que a Revolução de 1930 seja o nosso maior momento de inflexão, ainda que a era Vargas tenha marcado as nossas principais mudanças, transformando o Brasil de um país agrícola numa nação industrial, a “batalha que não houve” fica como marca dessa nossa característica. Aqui, ficamos quase sempre no quase: diante do mal inevitável, as forças políticas se recompõem, fazem um novo acerto, e o país segue em frente, da forma que for mais favorável – ou, pelo menos, menos desfavorável – para todo mundo. Não é que as mudanças não aconteçam, mas elas acontecem sempre de uma forma acordada, conciliada. Não violenta – pode ser o lado bom -, mas atenuada sempre – e esse é o lado mau.
.
A Batalha de Itararé poderia ser, assim, a nossa “data nacional”. E podíamos importar da Itália um herói, “O Leopardo”, do romance clássico de Lampedusa. Vamos ao romance. No final do século XIX, a Itália unifica-se. Os antigos principados vão se tornar um país. “O Leopardo” é um dos velhos nobres da época pré-unificação. Ele tem um sobrinho, de nome Tancredi (não é piada, o nome do personagem é Tancredi mesmo), que se engaja às tropas de Giuseppe Garibaldi, em favor da unificação. “O Leopardo” resolve, então, casar Tancredi com a filha de um burguês que ascende socialmente após a unificação (não, o sobrenome da moça não era Sarney). Ou seja: literalmente, a aliança entre o velho e o novo. Consubstanciada numa frase do “Leopardo” para explicar a união que patrocina: “È preciso que algo mude para que tudo fique como está”.
.
De volta, então, ao Brasil. A Independência foi proclamada pelo filho do rei português, “antes que um aventureiro” lançasse mão. A República foi proclamada por um general monarquista. O golpe de 1964 foi uma reação conservadora para evitar mudanças. A retomada da democracia se deu numa eleição em que o candidato a vice era o presidente do partido que até então defendia a ditadura militar. Quem quiser seguir, vai encontrar ainda a aliança entre o velho e o novo em cada gabinete de cada andar de cada prédio da Esplanada dos Ministérios. Lula preferiu uma alegoria bíblica para explicar isso, como se fosse a coisa mais natural do mundo.
.
E assim seguimos. Algo mudando para que tudo fique como está. Eis, então, a carta de princípios desta coluna: nossa tarefa será sempre procurar identificar as “Batalhas de Itararé” e os “Leopardos” das nossas vidas. Vamos a eles.

COMMENTS

BLOGGER
Nome

Anna Poulain,5,Apoemático,19,APPs,15,Arte,3,Arte Digital,17,Artigos próprios,105,Artigos reproduzidos,286,Biografias,1,Cinema,7,Citações,20,coluna S I T T A,5,Consumidor,24,Contos,14,Crônicas,7,Cultura,14,Dados estatísticos,17,Depressão Comunica,7,Diálogos,1,Diego Pignones,42,Digital,1,Documentários,119,Educar,23,Ensaios,14,Entrevistas,40,featured,4,Fotografia,42,Games,3,HQ,15,In Memoriam,2,Informe,1,Jornais,25,Jornalismo Literário,7,Língua Inglesa,1,Língua Portuguesa,25,Literatura,31,Machismo,17,Memórias de minha janela,10,Mídia,1298,Música,81,nota,9,Nota.,223,Notificando,3,Outros Blogs,2,Pablo Pascual García,1,Pensamento e Comunicação,57,Pensamentos tupiniquins,196,Pintura,15,Poesia,39,Política Carioca,135,Política Internacional,335,Política Nacional,1003,Q tem pra V,44,Rádio/TV,27,Rapidinhas do Sr Comunica,29,Saúde,18,Teatro,20,Tetraplégicos Unidos,10,Tirinhas,4,Tupi Guarani Nheengatu,8,Viagem,10,Vídeos,37,Web,44,
ltr
item
COMUNICA TUDO: Itararé, nossa data nacional
Itararé, nossa data nacional
COMUNICA TUDO
http://www.marcelodamico.com/2009/11/itarare-nossa-data-nacional.html
http://www.marcelodamico.com/
http://www.marcelodamico.com/
http://www.marcelodamico.com/2009/11/itarare-nossa-data-nacional.html
true
4187826622770269860
UTF-8
Loaded All Posts Not found any posts VIEW ALL Readmore Reply Cancel reply Delete By Home PAGES POSTS View All RECOMMENDED FOR YOU LABEL ARCHIVE SEARCH ALL POSTS Not found any post match with your request Back Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS CONTENT IS PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy