24/11/2009

Tenho milhões de ressalvas neste assunto, mas entendo a nobre intenção de nosso governo: responsabilizar criminosos por respectivos crimes. Muito bem, mas existe uma regulamentação (pra não citar outras dezenas) que merecem nosso apreço.
As concessões públicas de comunicação, por exemplo, merecem fiscalização, até porque existem leis que não são cumpridas. Internet não é comunicação? Então, como manda a boa educação, comecemos pelos mais velhos, inclusive autorizando milhares de rádios comunitárias, pois o povo tem direito a se comunicar, ou seria a livre expressão e liberdade de pensamento propriedade exclusiva da grande mídia e seu sindicato paulista?
E mais, queremos canais de televisão comunitários, mas para isso precisará alguém explicar que canal comunitário não se deve acessar através de uma assinatura de TV paga, como os canais, universitários e outros, que só podem ser vistos por quem assina a NET, por exemplo. Com tudo isto sendo regulamentado, acreditarei que um bom serviço será feito na Internet. Caso contrário, será apenas mais uma medida tupiniquim: precisa-se fazer algo, não sabemos como, mas pode fazer qualquer coisa, pois na prática "a teoria é outra".

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.