22/12/2009

Casamento gay é aprovado


A primeira cidade da América Latina a aprovar o casamento entre homossexuais, com direito a adoção de crianças, foi a Cidade do México. Para aqueles que são defensores da liberdade de expressão, dos direitos humanos e contra a discriminação, fica o exemplo desta aprovação, feita num país conservador como o México, que tem 70% de católicos.

A lei ainda precisa ser sancionada pelo prefeito Marcelo Ebrard, que tem tendências progressistas. Os conservadores prometeram recorrer à Justiça pela revogação. A Igreja Católica classificou a nova lei de "repugnante, imoral, ilógica, inaceitável e condenável".

"É uma aberração, uma lei imoral" - Cardeal do México, Norberto Rivera Carrera.

 Canadá, Espanha, África do Sul, Suécia, Noruega, Holanda e Bélgica são países que já permitem o casamento gay. Buenos Aires foi a primeira cidade latino-americana a legalizar a união civil entre pessoas do mesmo sexo, em 2002. A Cidade do México se igualou à capital argentina em 2007, ao aprovar lei semelhante, mas agora deu um passo a mais.

Na cidade de Washington, em frente aos prédios do governo norte-americano, em outubro de 2009, milhares de manifestantes se reuniram contra discrimanação de afro-americanos, latinos, idosos e gays. Um dos cartazes trazia a frase abaixo, que deve ser levada em conta:

"eu pago os mesmos impostos que vocês, quero os mesmos direitos".

(Com informações do Ópera Mundi)

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.