08/12/2009

De demitida a presidente do Flamengo


O recém campeão Flamengo tem novo presidente. Com dívidas na casa dos R$ 400 milhões de reais, terá uma mulher no cargo, a ex-nadadora e vereadora do Rio de Janeiro pelo PSDB, Patrícia Amorim. O desafio será grande.


Em janeiro de 2009, Patrícia foi demitida pelo Flamengo. Na época, contou que estava surpresa com a decisão tomada e negou que tenha pedido para sair:
Não é verdade. Não pedi para sair. Estou surpresa, espantada. Como podem soltar uma nota dessas, se não fiz nenhum pedido? A forma como aconteceu foi surpreendente. Estava sentindo que algo assim poderia acontecer. Estava todo mundo estranho. Na sexta, apareceu o João Henrique para implantar um novo modelo de gestão. E ele foi chamado sem falarem para mim. No sábado, ele conversou comigo sobre esse modelo. Não fui covarde em nenhum momento, adorei estar no Flamengo e não recebi nenhum agradecimento pelo período em que estive lá. Não vou virar oposição, pois seria oportunismo.
Em menos de um ano, deu a volta por cima e se elegeu presidente do clube. Em setembro deste ano, quando lançou sua candidatura, Patrícia prometeu arrumar a casa:
Temos de resolver problemas financeiros, passivos judiciais e contrato de jogadores, situações mal explicadas pela atual gestão. Não pode dizer que o dinheiro acabou e não buscar soluções.
A ex-nadadora chegou ao clube do Flamengo com apenas sete anos de idade e foi uma de suas melhores atletas na modalidade. Já como vereadora, segundo o sítio Transparência Brasil, tem um índice de relevância para o município de 5,9%, ou seja, 94,1% de irrelevância em atividade legislativa, segunda dados referentes ao período entre 2005 e 2008.

Em texto publicado em setembro de 2009, o jornalista esportivo Juca Kfouri tinha analisado as chapas concorrentes e indicado a de João Henrique Areias, consultor e professor de marketing, como uma grande chance de evolução administrativa para o Flamengo, "precisamos de sangue novo e principalmente honestidade no Flamengo e talvez o Areias seja a única alternativa". Não foi desta vez. Mas já que o assunto é futebol, fica a torcida pela arrumação da casa.

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.