29/12/2009

Publicidade política tupiniquim


Algum sábio filósofo já disse alguma vez: cada povo tem a publicidade que merece. No caso do Brasil, deve-se somar cinco estrelas para essa frase. O povo brasileiro precisa entender política? Claro que não. Precisa é de publicidade, segundo os próprios políticos. Minha opinião é exatamente ao contrário, mas a prática tupiniquim segue nesta direção. Com um povo de 75% de analfabetos funcionais, tome publicidade (com nosso dinheiro).
(Quadrinho  feito por Adão)
Da Folha de São Paulo - Na virada para o ano eleitoral de 2010, o governo de São Paulo lançou uma ofensiva publicitária na TV com sete campanhas que enaltecem a administração de José Serra (PSDB), principal presidenciável do PSDB. [...] O orçamento do Estado para publicidade em 2009 é de R$ 313,3 milhões. Há um ano, o governo paulista reúne grifes do marketing político. Ao lado de publicitários tradicionalmente ligados ao PSDB, estão Duda Mendonça, Nizan Guanaes, Fernando Barros e Paulo de Tarso Santos.

Do Estado de São Paulo - A poucos dias de encerrar seu primeiro ano à frente da Prefeitura do Rio, Eduardo Paes (PMDB) se prepara para multiplicar por quase 100 o gasto anual do município com publicidade, passando-o de pouco mais de R$ 600 mil em 2009 para R$ 60 milhões. Uma licitação para contratar três agências do setor e uma empresa de eventos por 24 meses, ao preço de R$ 120 milhões, já está em curso, devendo quebrar um padrão anterior da administração municipal – o de gastar pouco na área.

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.