28/01/2010

MST, Cutrale, Mídia e você.


Por ser um assunto delicado é que resolvi abordar levemente o tema. Diz respeito ao MST, mídia, política e terras agrícolas. Infelizmente, as partes interessadas tratam logo de polemizar, com interesse de evitar o debate. Os ruralistas costumam ter voz aberta em toda a mídia, e somente por isso resolvi expor aqui uma opinião diversa, para que possamos formar, quem sabe, um pensamento mais amplo.


Trecho do artigo escrito por Raquel Casiraghi - O militante (Gilmar Mauro) lançou dúvidas sobre a divulgação da ação da Cutrale pela grande imprensa ao ser questionado sobre que intenção eleitoreira estaria por trás das prisões dos Sem Terra. A veiculação das imagens, em que aparece o trator derrubando as laranjeiras, aconteceu uma semana depois da ação. Para ele, há um conluio existente entre a Cutrale, a própria Rede Globo, que veiculou as imagens, e a Polícia Militar de São Paulo.

Além disso, Mauro afirmou que nenhum dos Sem Terra citados no inquérito foram chamados para prestar depoimento, o que reforçaria o caráter político das prisões. “Ora, qualquer um nesse país sabe que, se você tem um processo, um indiciamento etc, as pessoas são chamadas e, indo responder, não há necessidade nenhuma de prisão. Só há necessidade de prisão se eles se negarem a prestar os depoimentos, e ninguém se negou. Por esta razão, é que achamos que é um show que está sendo feito neste momento e portanto tem conteúdo e caráter político”, diz.

Publicado no sítio Fazendo Media.

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.