01/02/2010

Quem são os repetidores?

Como desqualificar os blogues? Essa é uma questão cada vez mais presente, nas entrelinhas, em artigos da grande imprensa, da velha mídia brasileira. Qual o objetivo? Desqualificar mesmo toda a blogosfera, que de certo modo, causa problemas para a mídia tradicional. Por que causa-se problemas? Simplesmente por abalar o antigo monólogo (1.0) entre a imprensa e o público.
Um dos argumentos mais usados para desqualificar o trabalho de blogueiros que possuem um trabalho sério e de repercussão, é dizer que blogues são repetidores das notícias da imprensa tradicional. Na verdade, existem dois tipos de repetição. Um deles é o famoso copia e cola, sem mais adendos. O outro referido modo de se repetir as notícias da grande mídia, é comentar ou criticar a cobertura jornalística da imprensa. Isso quer dizer que, os blogueiros só comentam as notícias que são publicadas no Estadão, na Folha, no Globo, Jornal Nacional, Veja e assim por diante. Pelo menos é o que dizem alguns articulistas como Sandro Vaia, por exemplo.
O fato é que, no caso do terremoto no Haiti, por exemplo, o que deveriam fazer os blogueiros jornalistas? Ignorar o ocorrido e não tecer nenhum comentário ou crítica ou análise, apenas por ter sido noticiado na grande imprensa? E mais, caso esse blogueiro tenha lido um belíssimo artigo, que queira dividir com seus leitores, não deveria ele copiar e colar o artigo, apenas para compartilhar uma visão que julgue importante? Será que os fatos que se tornam notícias para a grande imprensa não são os mesmos para os blogueiros? Pode ser que sim, como muitas vezes o é, mas também pode ser que não. Cada blogueiro sabe o que é importante para noticiar, criticar ou analisar, afinal, vivemos sob a égide da "liberdade de expressão".
Outro argumento muito utilizado para desqualificar o trabalho desses blogueiros jornalistas é dizer que só a grande imprensa tem capacidade para cobrir eventos jornalísticos. E eu pergunto, como assim? Será que os figurões do oligopólio midiático tupiniquim ainda não perceberam que existe a web 2.0? Ainda não perceberam que leitores podem sugerir pautas, fornecer fotos e dados, e cobrir um evento jornalístico em parcerias, com intenção de exercer sua cidadania? Um blogueiro não pode ter amizades no Haiti, Paraná ou África do Sul e contar com esses amigos para cobrir uma notícia? Estou dizendo "exercer sua cidadania" porque a maioria das empresas brasileiras só entendem o jornalismo como atividade lucrativa, e talvez não sejam capazes de conceber esse exercício movido por interesses sociais, feita por gente que se dedica gratuitamente a publicar algo com interesse de melhorar a sociedade na qual vive.
Nesse aspecto, um grande exemplo de cidadão que mantém um blogue, com interesses claros de compartilhar visões sociais e políticas ausentes na grande mídia é o Eduardo Guimarães. Aliás, foi da página dele que retirei as imagens que seguem abaixo, que inspiraram este artigo e me fazem perguntar: afinal, quem são os repetidores?

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.