15/03/2010

Campanha contra a chantagem

Por Juca Kfouri - O governador do Rio, Sérgio Cabral,  e o prefeito da Cidade Maravilhosa, Eduardo Paes, agora dizem que  com a mudança da distribuição dos royalties do petróleo não dará para fazer nem a Olimpíada-2016 nem receber a Copa do Mundo-2014.

Isso tem um nome: chantagem.

Desnecessária, diga-se, porque é óbvio que as coisas não ficarão como foi aprovado na Câmara dos Deputados.

Mas dá a medida de como essa gente faz política.

Cabral ainda descobriu uma solução insólita, e convenhamos, ironias à parte, profudamente respeitosa com brasileiros iguais aos fluminenses e cariocas:

“Acho que, talvez, seja interessante levar para Rio Branco, Rondônia, Roraima, ou alguma outra cidade, porque o Rio terá muita dificuldade de fazer com os investimentos que precisam ser feitos na realização de um evento desse tamanho”.

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.