22/03/2010

Dostoievsky e o casal Nardoni

Por Luiz Fernando Mendes de Santana - O que me espanta, neste caso, é a total ausência de emoção. Não há sentimento de culpa, magistralmente descrito por Dostoievsky em Crime e Castigo. Porém, a história contada pelo casal é um pouco difícil de acreditar. Eles vão ser julgados. Terão seus direitos respeitados. Vamos aguardar.
Seu post pede justiça. Concordo. Mas, quando penso nesta palavra, me vem o caso Sandra Gomide. Não houve justiça neste caso. Mesmo sendo absurdamente comprovado.
Hoje a Justiça começou a ouvir o mineiro que assassinou a ex-mulher dentro do salão de beleza. Um caso comprovado, semelhante ao de Pimenta Neves-Sandra Gomide. Terá o mesmo desfecho? O caso Pimenta Neves é um dos maiores absurdos que já vi na vida.
Que a Justiça atue no julgamento do casal Nardoni, pois não atuou no caso Pimenta Neves.

Resposta de Eduardo Guimarães ao comentário de Luiz Fernando - Se os Nardoni fossem tão eminentes quanto o Pimenta Neves, certamente conseguiriam uma confortável prisão domiciliar. Com muito menos evidências, porém, estão pagando antecipadamente pelo crime. 
Ou seja: um crime sobre o qual não resta dúvida está sendo relevado, enquanto outro sobre o qual restam dúvidas está sendo punido tanto quanto seria possível antes de estar tão completamente comprovado. 
Sinto que algo está fora do lugar, nessa questão. Nem que seja a classificação de brasileiros diante da Justiça.

(Trechos publicados originalmente no blogue Cidadania.com)

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.