08/04/2010

O caos é o normal do Rio

Tudo está voltando ao normal, aos poucos, depois da tragédia. Você já deve ter lido ou ouvido frase semelhante, ontem ou hoje. O problema é que o conceito de normalidade no Rio de Janeiro é muito relativo, muito diferente do que é "normal" em outros lugares do mundo.
Estou acordado desde as quatro horas da manhã, aproximadamente. Meu sono foi interrompido, assim como o de minha mulher, pelo som de um tiroteio. Estamos assustados e com medo (sentimentos normais no Rio de Janeiro).
A mídia, agora, pouco ajuda no caos carioca. O governador do Rio, como parte da base aliada do governo Lula, sofre com a mídia aquilo que Serra não sofreu, não sofre e não sofrerá jamais. Não defendo ou ataco Cabral ou Serra, até porque vejo os dois políticos como medianos ou levianos. O problema é a mídia desse país, que faz muita coisa, menos jornalismo. Mas cada povo tem a mídia que merece. Serra afundou metrô, derrubou rodoanel, alagou bairros inteiros por mais de um mês, cortou verbas do desassoriamento do Tietê, fez contratos com as mesmas empresas que Arruda, ex-governador preso, e muito mais, porém, lá em São Paulo, a culpa dos males foi da mãe natureza. Isso quando se fala em culpa.
Eu, enquanto cidadão, poderia embarcar nessa onda de críticas partidárias. Mas sei que é importante separar o joio do trigo. Sei que no final de tudo, esses interesses políticos da mídia não se interessam pelo povo, pois essa mídia está na cidade por mais de cem anos e sempre esteve ao lado das plutocracias. O jornalismo global funciona rápido contra os partidos da situação. Aparecem denúncias contra Ministérios do dia para a noite. Já para a oposição, o caminho é contrário, é uma blindagem sem limites. Quem fica prejudicado? O jornalismo e o povo.
A valorização excessiva e irreal da imagem do Rio de Janeiro tem suas consequências, e quem as sofre é o povo que vive por aqui. A Copa e as Olimpíadas não afastarão o povo da cidade, ao contrário, trará ainda mais moradores e investimentos para cá. A pergunta é: estamos preparados para lidar com tudo isso? Até o momento, tudo o que posso dizer com certeza e de modo consciente, é que o caos é o normal do Rio de Janeiro.

Um comentário:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.