04/04/2010

Recorde no BBB 10 é, no mínimo, estranho

O recorde de votação na final do BBB 10 é, no mínimo, muito estranho. Num primeiro momento, é preciso saber que o processo de votação no Big Brother Brasil não aceita a utilização de robôs, que gerariam votos automaticamente. Na prática, não foi bem o que aconteceu.
Primeiro, precisamos entender como funciona um aplicativo do Firefox, chamado iMacro, que permite a execução automática de uma tarefa, pré-determinada pelo usuário. Essa tarefa poderia ser a votação na final do BBB 10. Porém, o usuário encontraria um problema, o CAPTCHA (Completely Automated Public Turing test to tell Computers and Humans Apart), aquela imagem que aparece com uma palavra para ser digitada na hora de votar. Esse recurso é o que garante a não utilização de robôs numa votação qualquer.
Na terça-feira, dia em que foi exibida a final do BBB, cerca de quatro horas da tarde, esse sistema de segurança CAPTCHA teve um problema, passando a aceitar a digitação de qualquer palavra, diferente do que aparecia na imagem, como por exemplo a letra "A". Isso foi um fato ocorrido e, pelo que sei, não noticiado.
Então, a partir das quatro horas da tarde da terça-feira, a informação desse "problema" no CAPTCHA circulou rapidamente na internet, principalmente entre os fãs de um determinado participante. Por fim, a utilização do iMacros sem o controle do CAPTCHA resultou em duas coisas: uma, foi o Marcelo Dourado conquistar o primeiro lugar no reality show e outra, foi a Globo anunciar um recorde mundial entre todas as votações do Big Brother. Mas com uma ajuda dessas, qualquer recorde de votação na internet fica mais fácil.
(Todas as informações colocadas nessa postagem foram fornecidas por um fã carioca de Marcelo Dourado, que votou algumas milhares de vezes em seu favorito, depois das quatro horas da tarde de terça-feira. Pediu-me para manter seu nome em sigilo.)

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.