03/06/2010

Discursos jornalísticos

"O ensino do jornalismo é, geralmente, construído conforme o modelo instituído pelas empresas tradicionais e com apelo comercial, sendo notória a influência tanto nos alunos quanto nos professores. Frases como "Onde você trabalha?" e "Quem você conhece?" são destinadas aos docentes, sendo a experiência na empresa de renome mais valorizada que os estudos ou o planejamento pedagógico.
Muitas faculdades ainda preferem um ator a um professor de jornalismo. O aluno sai feliz com a receita de bolo e tudo bem. A experiência criativa é esquecida, sendo a crítica diante do fazer um atributo ou delírio passageiro dos professores das disciplinas como as relacionadas às teorias da comunicação. O reflexo é a atual condição do jornalismo determinado pela semelhança do conteúdo e pelo plágio e vulgarização do formato. O emprego já não é mais de quem reporta, mas de quem copia, sendo a função destinada ao custo do sujeito mais barato.
Da mesma forma, o paralelo da oposição é dominado pelo discurso do contra, fomentado por instituições e personagens solidificados pela bandeira da democracia na comunicação. Conquistam espaços, sem saber ao certo o que fazer com eles. Observam nos excluídos uma forma de impor idéias e modelos. Transformam os fracos em celebridades por possuir alguns momentos frenéticos de liberdade." - trecho do aritgo escrito por Luciano Victor Barros Malulye publicado no OI.

Um comentário:

  1. O seu blog como sempre é show de bola!

    Meu blog está concorrendo ao prêmio TopBlog 2010. Conto com o seu voto no link abaixo!

    http://www.topblog.com.br/2010/index.php?pg=busca&c_b=116942

    Abraços,

    Prof. Adinalzir Pereira
    http://saibahistoria.blogspot.com/

    ResponderExcluir

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.