As várias Repúblicas de um mesmo Brasil

Estudar comunicação, filosofia e linguística mudou minha visão de mundo, definitivamente. Observo os fatos, as notícias, os discursos e tran...

Estudar comunicação, filosofia e linguística mudou minha visão de mundo, definitivamente. Observo os fatos, as notícias, os discursos e transformo tudo em narrativas dentro de minha cabeça. Então, começo a analisar o que se passa. Pouco importa o nome dos personagens ou suas características específicas: a análise deve se centrar na linha narrativa. Tanto faz se a narração é ficcional ou realística, pois hoje entendo que a ficção fala mais verdades que a própria realidade, visto que comunicar é simbolizar, mas isso é assunto para um outro texto.

Agora imagine todas as pessoas que formam a nação brasileira, quase 200 milhões de habitantes. É de se pensar que todos vivam na República Federativa do Brasil, certo? Mas o fato é que existem várias Repúblicas em um mesmo Brasil, e é provável que existam milhares delas em nosso país. Cada uma representa uma descoberta.

A mais recente que descobri é a República de Cocanha, da qual poucos brasileiros podem desfrutar. Não sabe o que é Cocanha?

"A cocanha era um país imaginário localizado em algum lugar da Europa Medieval. Lá o seu povo vivia feliz e cheio de amor, não faltava emprego para ninguém, até por que não era necessário trabalhar, tudo era fácil e de graça. Nos rios corria vinho tinto da melhor qualidade, dinheiro dava em árvore e não tinha valor, não havia doença nem fome e tinha uma fonte de água que rejuvenescia as pessoas, ou seja, não havia idosos, ouro virava tijolo para as construções das casas, de dia e de noite tudo era festa com muita bebida e comida." - publicado por Osvaldo Meira Trigueiro, Doutor em Comunicação. Link AQUI.

Essa descrição de Cocanha cabe exatamente em uma parte do Brasil para a qual não falta emprego, dinheiro, todos são lindos e bem educados, tudo é alegria e sorrisos. Mesmo quando uma denúncia de crime ou algo desagradável chega até a mídia, Cocanha mexe seus pauzinhos e logo tudo fica bem.

Vejamos a mais recente narrativa envolvendo o goleiro Bruno do Flamengo. Você deve se perguntar: Bruno faz parte de Cocanha? Eu digo não, claro que não. Bruno não tem o sangue da linhagem azul para ser protegido por essa República. Já o Flamengo sim, é um dos times que faz parte de Cocanha. Por isso o goleiro foi preso por um homicídio sem corpo e, provavelmente, será condenado. Na época de Getúlio Vargas, também tivemos presos por homicídio sem corpo: o caso dos irmãos Naves. O fato é que o morto não estava morto e reapareceu mais de dez anos depois.

E o banqueiro Daniel Dantas? Esse sim, faz parte da República de Cocanha, assim como ministros do Supremo, empresas de comunicação e políticos, muitos políticos. Já pensou se Dantas fosse realmente preso e a polícia realmente investigasse e realmente punisse os envolvidos? Mais da metade da República de Cocanha iria cair no xilindró, mas isso nunca vai acontecer. 

Eleições 2010. Vejamos: a grande maioria dos candidatos, se analisados profundamente, não tem competência para ser síndico de um condomínio, quem dirá presidente, governador ou senador. Como fazem campanha? Levantando factóides e acusações bobas, que de real só possuem uma coisa: começam em nada e sempre terminam em porra nenhuma. Assim se faz política de dentro da República de Cocanha.

Bem, enquanto a campanha política segue, contratos bilionários são assinados nesse país, e a maioria deles nem ficam escondidos, pois são minimamente noticiados em jornais. Mas quem sabe dos fatos? Poucos brasileiros, pois a maioria do povo, ou exatos 75%, é analfabeta funcional, não lê jornais e quando lê, não passa da manchete e do primeiro parágrafo. Só quando a "desgraça" é irreversível é que chega no Jornal Nacional. A população sente-se enganada, de mãos atadas, mas encerra o assunto dizendo "fazer o quê".

Mas é de se entender, um povo tão sofrido como o nosso, pobrinho, sem infra-estrutura básica, sem transporte digno, sem hospitais que mereçam os impostos que pagamos, trabalhador, quando chega em casa, quer mesmo é assistir novela. Quem sabe um Jornal Nacional, o junk-food das notícias, do pensamento político e da cultura brasileira.

Sem mais delongas, pergunto: essas narrativas são novas? Não, claro que não. Tudo tão velho quanto esse país. E a República de Cocanha? Vai bem, muito bem. Aliás, veja bem: a mídia impressa tupiniquim não tem como público-alvo eu e você, consumidores, mas sim os integrantes da República de Cocanha. Na rebarba sim, entram eu e você. O motivo é simples: os cocanhenses (se é que existe essa palavra), são os que decidem nosso futuro, porque o próprio povo não toma conta de sua história, de seu destino. O "terrorismo informativo" é direcionado para essa gente, como aconteceu com Dunga no comando da seleção. O recado global foi direto: se o próximo técnico não permitir exclusivas entrevistas para a Fátima Bernardes, será surrado por nossas empresas de comunicação.

A República de Cocanha entendeu o recado e renovou a manutenção de seu poder. O povo brasileiro, aquele que fica na rebarba, acreditou que tudo foi por causa do mau humor do técnino e da briga com o jornalista global.

No Brasil, o Congresso Nacional e, raramente, a iniciativa popular, criam leis. A República de Cocanha, além de não respeitar e não ser punida, ainda as derruba. Tramita no Congresso a volta do diploma jornalístico, mas Cocanha já deu seu recado: se entrar em vigor, a gente derruba. Se não derrubar, a gente ganha liminar na justiça. Nos últimos anos antes da queda do diploma, Cocanha conquistou mais de 14 mil liminares.

Recentemente, com o Ficha Limpa, pode se ver a mesma narrativa. A iniciativa popular fez todo um movimento para aprovar a lei. Colheu assinaturas e ganhou. Mas na República de Cocanha muitos ganharam liminares na justiça e continuam sujos. Provavelmente, serão reeleitos. A mídia do Millenium e alguns políticos repetem um dito nada popular: mais vale um Supremo na mão que dois Congressos voando.

Você percebe, essas narrativas não são novas. A República de Cocanha é apenas uma, das tantas que se fartam em solo tupiniquim. Enquanto isso, eu sigo lutando e acreditando que o Brasil pode ter novas narrativas, mais criativas, melhores e reais.

COMMENTS

BLOGGER
Nome

Anna Poulain,5,Apoemático,19,APPs,15,Arte,3,Arte Digital,17,Artigos próprios,105,Artigos reproduzidos,286,Biografias,1,Cinema,7,Citações,20,coluna S I T T A,5,Consumidor,24,Contos,14,Crônicas,7,Cultura,14,Dados estatísticos,17,Depressão Comunica,7,Diálogos,1,Diego Pignones,42,Digital,1,Documentários,119,Educar,23,Ensaios,14,Entrevistas,40,featured,4,Fotografia,42,Games,3,HQ,15,In Memoriam,2,Informe,1,Jornais,25,Jornalismo Literário,7,Língua Inglesa,1,Língua Portuguesa,25,Literatura,31,Machismo,17,Memórias de minha janela,10,Mídia,1298,Música,81,nota,9,Nota.,223,Notificando,3,Outros Blogs,2,Pablo Pascual García,1,Pensamento e Comunicação,57,Pensamentos tupiniquins,196,Pintura,15,Poesia,39,Política Carioca,135,Política Internacional,335,Política Nacional,1003,Q tem pra V,43,Rádio/TV,27,Rapidinhas do Sr Comunica,29,Saúde,18,Teatro,20,Tetraplégicos Unidos,10,Tirinhas,4,Tupi Guarani Nheengatu,8,Viagem,9,Vídeos,37,Web,44,
ltr
item
COMUNICA TUDO: As várias Repúblicas de um mesmo Brasil
As várias Repúblicas de um mesmo Brasil
COMUNICA TUDO
http://www.marcelodamico.com/2010/07/as-varias-republicas-de-um-mesmo-brasil.html
http://www.marcelodamico.com/
http://www.marcelodamico.com/
http://www.marcelodamico.com/2010/07/as-varias-republicas-de-um-mesmo-brasil.html
true
4187826622770269860
UTF-8
Loaded All Posts Not found any posts VIEW ALL Readmore Reply Cancel reply Delete By Home PAGES POSTS View All RECOMMENDED FOR YOU LABEL ARCHIVE SEARCH ALL POSTS Not found any post match with your request Back Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS CONTENT IS PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy