12/08/2010

Maitê Proença e os machos selvagens

Maitê Proença já cuspiu numa fonte em Lisboa, ofendendo a nação portuguesa. Agora, clama aos machos selvagens para salvar-nos de Dilma, candidata do PT. Em outras palavras, a atriz que viveu por mais de dez anos com Paulo Marinho, que trabalhou para Daniel Dantas, clama ao preconceito sexista para nos salvar daquilo que julga ser uma ameaça para o país. Ela só agradece mesmo ao estado de São Paulo e seus contribuintes, que lhe garantem uma pensão vitalícia de 13 mil reais por mês:
Maitê Proença ganha na justiça direito a pensão. A Justiça determinou que a atriz volte a receber duas pensões do governo de São Paulo. O benefício de 13 mil reais é herança dos pais da atriz, que foram funcionários públicos. 
Maitê, que nunca se casou oficialmente, havia perdido o direito em 2009 porque manteve por doze anos uma vida conjugal estável com o empresário Paulo Marinho. O governo já entrou com recurso. - Gazeta Online

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.