29/08/2010

Willian Waack manda Dilma Rousseff calar a boca, ao vivo

Sem perceber que o áudio de seu microfone estava aberto, o jornalista da Rede Globo de Televisão, Willian Waack, manda Dilma Rousseff calar a boca, ao vivo e em rede nacional. Este tipo de ação é popularmente conhecido como ato falho. Fosse apenas isso, entraria para os anais da Globo como mais um episódio humorístico de seu telejornalismo. Mas não chega a ser engraçado. O jornal O Estado de São Paulo noticiou, no dia seguinte, o que toda a blogosfera brasileira já discutia:

Receita descarta interesse político na atuação de servidoras (clique para ler)

No mesmo dia em que Waack se exalta e manda Dilma calar a boca, o Estado de São Paulo já havia publicado uma notícia importante, que a reportagem enviesada  da Globo (declaradamente pelo âncora do jornal), simplesmente ignorou. E ignorou não por incompetência, visto que a emissora está entre as maiores do mundo.

Agência que violou sigilo de tucanos acessou dados de Ana Maria Braga (clique para ler)

Este é um fato que, fosse divulgado por Waack, já faria a matéria perder o tom político-eleitoral. Então, era importante manter o factóide como estava. Veja abaixo um vídeo editado com o ato falho de Waack e mais dois, um pouco mais antigos. Abaixo, o link do vídeo original e sem cortes postado no site da Globo.


Vídeo no site da Globo:
http://g1.globo.com/videos/jornal-da-globo/v/quebra-do-sigilo-fiscal-domina-dia-politico-no-brasil/1325943

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.