13/10/2010

A construção de um mito chamado Serra

A Globo é realmente um espetáculo: padrão Globo de qualidade. No programa Bom Dia Brasil de hoje, a edição de imagens e os cortes feitos na matéria de Serra é um grande espetáculo. Merece os aplausos de todos os telespectadores. Sim, pois na edição de imagens mostram Serra entrando na Basílica e logo depois fazem um corte, mostrando todos os fiéis, cerca de 35 mil, aplaudindo... aplaudindo a Nossa Senhora de Aparecida. Mas na inteligente edição da campeã de semiótica Rede Globo, parece que os fiéis aplaudem Serra. Certamente, esse vídeo será usado em cursos de jornalismo Brasil afora, mostrando exatamente o que não se fazer quando se pretende fazer jornalismo. 
Detalhe: durante o vídeo, um close da esposa de Serra enxugando lágrimas. Qual a importância da cena para a política nacional em pleno segundo turno? Nenhuma, a menos que se queira construir um mito.

Abaixo, publico uma postagem do blog do Azenha escrita por um leitor:

Escrito por Nivaldo Rizzi

O tucano, acompanhado da mulher, Mônica, foi muito assediado e chegou a ser citado no início do sermão do cardeal arcebispo de Belo Horizonte, dom Serafim Fernandes Araújo, que celebrou a missa, acompanhada por cerca de 35 mil fieis, segundo a direção da basílica. Após a homilia, foi pedido que os fieis orassem “para que os eleitores votem com consciência e que os eleitos atendam os anseios de paz, justiça e desenvolvimento de todos os brasileiros”. Em seguida, Mônica Serra foi chamada ao altar para receber uma imagem de Nossa Senhora Aparecida, que será levada por ela aos mineiros soterrados no Chile, cujo resgate deve começar hoje à noite.

Vamos ter Verônica Serra no programa do Serra, entregando a imagem!
Esta “nossa” Igreja católica !

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.