01/12/2010

POR QUE OS TEMPOS MUDAM?

Nunca precisei pensar nisso. Sempre vivi a mudança sem perceber. Fazia parte dela. Entendia muitas vezes. Porém, nunca parei para refletir o motivo de tantas mudanças.

Parei agora. Não sei em que tempo estou neste instante. Século XIX talvez. Um conto machadiano poderia ser. Um trecho de uma ópera. Se eu pudesse estar no dia da primeira apresentação de Hamlet. Se eu pudesse estar no primeiro dia de apresentação dos Beatles no Cavern Club. Se eu fosse o primeiro leitor de um poema concreto. Se eu estivesse na Semana de Arte Moderna. Se eu pudesse assistir ao jogo final da Copa de 1970. Se eu estivesse no dia do golpe em 1964. Se eu estivesse na passeata dos cem mil? Se eu pudesse ver a inauguração de Brasília. Se eu pudesse ver Caetano e a Tropicália. Se eu pudesse cantar a música do Vandré. Se eu estivesse no congresso nacional no dia da saída de Collor. Se eu pudesse ler o primeiro manuscrito do Manifesto Comunista. Se eu pudesse estar ao lado de Tom e Vinicius na hora em que fizeram Garota de Ipanema. Se eu pudesse comprar a primeira edição de O Engenheiro de Cabral. Se eu pudesse me despedir de Senna. Se eu pudesse estar perto de Luther King no dia de seu discurso mais conhecido. Se eu pudesse... entender por que os tempos mudam...

(Escrito por Emerson Sitta e publicado no Redigir)

Um comentário:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.