14/01/2011

Dinheiro das enchentes foi para Fundação Roberto Marinho

Do Blog do Garotinho - A hipocrisia das Organizações Globo na hora da tragédia

Numa hora dessas o mais importante é a solidariedade. Não é hora de fazer política. Mas também é uma indignidade usar de hipocrisia, como fazem os veículos das Organizações Globo.

A capa de O Globo mostra a demagogia numa hora dessas. Cobra das autoridades federais verbas para a prevenção de tragédias, para a contenção de encostas. Essa cobrança mereceria os meus aplausos se fosse pra valer.

Mas não dá pra esconder, que em outubro do ano passado, o governador Sérgio Cabral desviou R$ 24 milhões do FECAM (Fundo Estadual de Conservação do Meio Ambiente), para a contenção de encostas e obras de drenagem e deu para a Fundação Roberto Marinho, conforme poderão relembrar, na reprodução abaixo. Eu fiz a denúncia no blog, no dia 20 de outubro de 2010 e não saiu uma linha na imprensa.

Então não venham de hipocrisia. Os mesmos veículos das Organizações Globo que estão cobrando investimentos públicos – o que é emergencial, é claro – escondem que a fundação dos seus patrões, a família Marinho pegou R$ 24 milhões, dados por Cabral, que era para terem sido usados na prevenção de enchentes e contenção de encostas. É tudo lastimável.


3 comentários:

  1. O pior eh que as pessoas se deixam alienar acreditam nos politicos e ainda veem essa Organização...
    Que Deus abra os olhos do povo antes que todo o Brasil se transforme em um diluvio....

    ResponderExcluir
  2. É, mas a fonte também não é confiável. Se tivesse saído no Blog do Saci Pererê eu acreditava, mas no do Garotinho, não.

    Veja bem, não estou negando as intenções da fundação Roberto Marinho... mas o artigo carece de fontes menos bravateiras.

    ResponderExcluir
  3. A informação pode ter sido publicada por alguém não confiável para você, mas as informações relatadas são públicas. Basta ir atrás delas para verificar. O governo do estado ou a Fecam podem tirar suas dúvidas, ainda que você seja um leitor diário de O Globo e esteja acostumado a acreditar no inacreditável (globo).

    ResponderExcluir

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.