22/03/2011

Líbia: posição de aviões aliados revelada no twitter

Um ex-militar holandês intercepta mensagens de rádio e posta no Twitter. A coalisão ameaça navios líbios de destruição.
"O governo da Líbia desobedece uma resolução da ONU de parar com as hostilidades em seu país. Se você tentar sair do porto, você será atacado e destruído imediatamente". Essa é a ameaça ouvida ha alguns dias na Líbia. Transmitida em Francês, Inglês e árabe, ela vem de uma aeronave da coalizão que voa em grande altitude sobre o país.

Essa mensagem, que mostra a abertura de uma guerra psicológica com a Líbia, não foi tornada pública pelas forças armadas. Ela foi interceptada por um "pirata" das ondas de rádio. Este ex-militar holandeses, que era conhecido pelo apelido de "Huub", passa a maior parte de seus dias ouvindo as conversas não criptadas da Operação "Amanhecer da Odisséia", "Aube de l'Odyssée", em francês.

Para evitar colisões com aeronaves civis, os dispositivos são obrigados a declarar publicamente sua posição, o que permite aos amadores de interceptar essas informações através de receptores vendidos por cerca de US $ 500. "Meu objetivo ao ouvir essas comunicações é ouvir a verdade, sem propaganda política ou militar", diz Huub ao blog Danger Room da revista americana Wired, especializada em questões de segurança.

Em seu twitter, Huub indica que a aeronave que transmite a mensagem seria um EC-130J, uma versão modificada de Hércules da Força Aérea americana. O vice-almirante Bill Gortney, um alto funcionário do Pentágono, perguntado sobre o assunto durante uma coletiva de imprensa, confirmou que uma "aeronave especialisada" era usada para operações de colisão, mas se recusou a comentar o conteúdo do mensagens.

Através destas conversas, Huub" Twittou" também as coordenadas de várias aeronaves envolvidas na operação militar na Líbia. Um avião KC-10-EUA contactou o controle aéreo maltês, quando retornava à sua base de Moron, na Espanha. Dois caças F-16 voaram em direção à base de Sigonella, na Sicília. Um avião britânico deixou o espaço aéreo francês depois de ter reabastecido cinco aviões Eurofighter Typhoon.

Huub, que segue as operações militares ha mais de 25 anos, não é o único a se lançar na caça da Operação "Amanhecer da Odisséia ". Em um blog, uma outra rádio amadora que visa recolher pistas sobre três bombardeiros B2, que atacaram pistas de vôo e sistemas de defesa anti-aérea da Líbia.

Fonte: Le Figaro
Publicado no blog Brazuca News

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.