25/03/2011

New York Times quer fechar conta no Twitter que pretende burlar cobrança por acesso ao site do jornal

O New York Times pediu ao Twitter que desabilite uma conta criada para burlar o sistema de cobrança pelo acesso ao site do jornal, informou a Forbes.

Embora o modelo de cobrança do New York Times limite o acesso gratuito a 20 textos por mês, a navegação no site do jornal por meio de links divulgados em redes sociais e blogs é ilimitada. A conta no Twitter freeNYTimes foi criada para burlar a restrição, divulgando links de todos os artigos da publicação. Assim, os leitores não precisariam desembolsar até 35 dólares mensais.

“Pedimos ao Twitter que desabilite a conta, já que se trata de uma violação de nossa marca registrada”, disse uma porta-voz do Times citada pela Forbes.

Outra forma de evitar o pagamento é o serviço NYClean, que usa quatro linhas de código para enganar o site do New York Times e permitir o acesso gratuito ao conteúdo digital do jornal, explicou o Laboratório Nieman.

O New York Times começará a cobrar pelo acesso a seu conteúdo digital no dia 28 de março.

Enquanto isso, o jornal do magnata Rupert Murdoch criado exclusivamente para o iPad, o The Daily, começou a cobrar por seu conteúdo no dia 21 de março, após o fim de um período de gratuidade. A assinatura custa um dólar por semana. O aplicativo do The Daily ocupa atualmente o quarto lugar na categoria “notícias” na loja virtual da Apple, embora ainda não esteja claro quantas pessoas efetivamente pagaram por ele, informaram a Ad Age e a agência AFP.

A grande discussão é se os leitores pagarão por notícias que costumavam receber gratuitamente. O jornal Rutland Herald, de Vermont, implementou um sistema de cobrança há alguns meses e, desde então, o número de page views caiu de 3,9 milhões para 2,4 milhões por mês, acrescentou a WCAX News.

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.