16/06/2011

Jornal Movimento, um grito de resistência à ditadura

Já está disponível para download o livro “Jornal Movimento – uma Reportagem”, de Carlos Azevedo, com reportagem de Marina Amaral e Natalia Viana, da Pública.

O livro conta a história do jornal, formado Raimundo Pereira, Tonico Ferreira, Bernardo Kucinski e apoiado por mais de 300 “membros”, num exercício de democracia em pleno regime militar. O destino do jornal era decidio em assembleias que varavam a noite, e o jornalismo de qualidade era levado por uma centena de jornalistas, estudantes, profissionais liberais, que trabalhavam por pouco, ou nada, para trazer ao público notícias raramente cobertas pela imprensa pressionada pela censura.

Em seis anos de existência, de 1975 a 1981, Movimento sofreu a censura brutal, pressões econômicas, violência e repressão do regime. Mesmo assim, capitaneou as campanhas pela anistia, pela constituinte, e fez coberturas memoráveis das torturas, das greves do ABC, dos rachas internos do regime militar, da volta dos anistiados.

Um exemplo inspirador do bom – e corajoso – jornalismo brasileiro.

Leia reportagem publicada na revista Vice sobre o jornal Movimento.

Publicado por Publica

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.