12/07/2011

Operação Sorriso do Brasil vai realizar cerca de 120 cirurgias gratuitas no Rio de Janeiro

De 08 a 16 de agosto, a ONG Operação Sorriso do Brasil (OSB) realizará cerca de 120 cirurgias corretivas gratuitas em crianças portadoras de fissuras lábio palatinas (conhecidas também como lábio lascado ou goela de lobo), no Rio de Janeiro.

A triagem acontecerá nos dias 08 e 09 de agosto, no CTAC-RJ- Centro de Anomalias Craniofaciais (Av. Marechal Rondon, 381, São Francisco Xavier) e as cirurgias serão realizadas entre os dias 11 e 16 de agosto, no Hospital Universitário Pedro Ernesto (Boulevard 28 de Setembro, 77, Vila Isabel). Não é necessário fazer pré-inscrição para pleitear a cirurgia, apenas comparecer ao hospital nos dias indicados. Pacientes que residem fora do município, ao se apresentarem na triagem, receberão hospedagem para ele e mais um familiar, transporte e alimentação sem custo. O programa também fará o tratamento pós-operatório dos pacientes operados em 2009.

Estão envolvidos nesse projeto de forma voluntária profissionais não médicos, cirurgiões plásticos, enfermeiros, anestesiologistas, psicólogos, ortodontistas, fonoaudiólogos, pediatras e geneticistas, além da Associação Acadêmica da Operação Sorriso (OSCA). Em todo o mundo, o reconhecido trabalho da ONG é desenvolvido de forma muito criteriosa, com avaliações, cirurgias e acompanhamento pós-operatório. Por esse motivo, para o programa do Rio de Janeiro, a OSB contará com 80 profissionais e trabalhará em parceria com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), o Governo do Estado do Rio de Janeiro, através da Secretaria de Estado da Saúde e Defesa Civil do Estado do Rio de Janeiro, o Centro de Tratamento de Anomalias Craniofaciais (CTAC), o Rio Solidário, Marinha do Brasil, o Instituto da Criança, a Colgate Palmolive, a rede Accor e a Ethicon.

“O programa é pensado por completo, indo muito além da cirurgia: montamos uma grandiosa estrutura capaz de acolher os interessados, facilitando o acesso de pacientes e seus familiares. Fazemos uma triagem no primeiro dia e depois selecionamos os casos que serão operados nos demais dias do programa e, para isso, a Marinha do Brasil nos ajuda na logística e no alojamento dos pacientes. Em paralelo, disponibilizamos todos os suprimentos e equipamentos médicos para preparar o centro cirúrgico do hospital parceiro”, explica Clóvis Brito, diretor executivo da OSB, salientando que todo o material utilizado durante as cirurgias é de alto padrão, em parte doado por empresas, ou adquirido pela organização com critério internacional de qualidade.

O corpo médico é previamente selecionado e passa por um treinamento oferecido pela ONG. Os cirurgiões plásticos responsáveis são especializados em fissura lábio palatina, e coordenados pela equipe da OSB. “O processo de credenciamento dos voluntários médicos é coordenado pelo Conselho Médico da Operação Sorriso, visando garantir que tenhamos um time altamente especializado. Parte importante do nosso trabalho é o investimento no treinamento e na capacitação dos profissionais de Saúde, visando à auto sustentabilidade local no atendimento do paciente fissurado, principalmente nas regiões de grande demanda”, explica o Dr. Nivaldo Alonso, coordenador do Centro de Cirurgias Crânio Faciais da USP e diretor médico da OSB, reforçando que os interessados em participar podem preencher cadastro no site www.operacaosorriso.org.br.

Os pacientes que não forem contemplados durante o programa deste ano serão devidamente avaliados e cadastrados tanto para tratamento em futuros programas da Operação Sorriso, quanto para atendimento na rede hospitalar local. “Essa parceria entre a OSB e as instituições locais é fundamental, pois garante o atendimento durante todo o ano para os pacientes do Estado do Rio. Temos grande preocupação em não deixar as pessoas que nos procuram sem atendimento”, declara Clóvis.

http://www.operationsmile.org.br 

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.