12/07/2011

"Se dependesse da Globo, estaria morta", diz jornalista que trabalhava com Tim Lopes

De volta ao Brasil após anos de fuga de traficantes, a jornalista Cristina Guimarães, que ganhou com Tim Lopes o Prêmio Esso de Jornalismo, fez uma série de acusações à Rede Globo em entrevista ao portal Terra. Segundo ela, a emissora não a protegeu ou o colega morto após a série de reportagens “Feira das drogas”, sobre a venda de entorpecentes em bailes funk do Rio.

Cristina disse que Tim Lopes poderia estar vivo se a Rede Globo tivesse dado atenção às ameaças que a dupla vinha recebendo. “Se dependesse da TV Globo, eu estaria morta", afirmou. “Os traficantes da Rocinha ofereciam R$ 20 mil pela minha cabeça. Pedi ajuda à TV Globo e fui ignorada.”

A jornalista, que entrou com uma ação contra a emissora pela falta de segurança para seus profissionais, pretende lançar um livro com as denúncias no começo de 2012. Ela disse que, devido à influência da TV Globo, a obra será publicada nos Estados Unidos. Tim Lopes foi assassinado em 2002 por traficantes do Complexo do Alemão.

(Publicado no Pop News

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.