10/09/2011

"Manifestação contra a corrupção é como fazer uma manifestação contra a maldade: é uma manipulação da ingenuidade das pessoas"

Por Miguel do Rosário, no blog Óleo do Diabo

Milhares de pessoas saem em todo Brasil para cobrar ética na política. O Globo divulga fotos na capa e na terceira e quarta páginas (as áreas mais nobres do jornal). A manchete diz: "Pelo país, protestos contra a corrupção". O subtítulo: "atos foram convocados pela internet".

Quem sou eu para ser contra protestos contra a corrupção?

No entanto, acho curioso que os jornais digam que "os atos foram convocados pela internet" se todos eles divulgaram data, local e até mapas na véspera.

É a mesma coisa que aconteceu em março de 1964. A imprensa fez uma grande campanha de mobilização da sociedade, através da força de seus instrumentos de comunicação de massa; entrevistava autoridades e entidades (as mesmas de hoje: OAB, ABI, Fiesp, Firjan...), que afirmavam apoiar a manifestação e que estariam presentes; e depois dizia que as pessoas haviam acorrido "espontaneamente".

Os órgãos de imprensa, que hoje formam a cabeça do "estamento" político da direita (conforme o conceito de Max Weber), querem associar-se às manifestações de massa para produzirem a impressão de que as suas ideias tem respaldo popular. Mas lhes interessa que essas manifestações não tenham líderes, não produzam organizações civis, que não sejam vinculadas a nenhum movimento social, partido político ou sindicato. Na matéria do Globo, deu-se destaque a hostilidade dos manifestantes a qualquer símbolo de alguma entidade civil organizada.

Quais são as propostas concretas que os manifestantes oferecem à sociedade?

Na verdade, uma manifestação contra a corrupção é como fazer uma manifestação contra a maldade: é uma manipulação da ingenuidade das pessoas.

Tenho me convencido, nos últimos tempos, que a sociedade manipulada pela mídia é inocente. Sinto-me cada vez mais inclinado a ver o que chamamos de classe média conservadora e alienada como vítima. Claro que o egoísmo entra em jogo aqui com muita força. Mas a partir do momento em que a informação disponibilizada para todo um grupo social vem somente de uma fonte, é inevitável que acarrete um processo de homogeneização (no caso, conservadora) ideológica de todo este grupo.

Ora, todos nós somos contra a corrupção. É saudável, da mesma forma, que a sociedade se mobilize para pedir reformas. O lado sombrio dessas manifestações, contudo, é que elas inscrevem-se na campanha sistemática da mídia para satanizar as instituições políticas.

Há muita corrupção no Brasil e ela deve ser combatida. Eu tenho prestado apoio aqui todo meu apoio à "faxina" da presidente, mesmo sabendo que a narrativa das ações governamentais tem sido em grande parte sequestrada por setores midiáticos de oposição. Não tem importância. Em política, assim como nas artes marciais, pode-se usar a força do adversário contra ele mesmo. A mídia quer fazer campanha contra a corrupção? Ótimo. A esquerda política pode dar o drible da vaca e usar isso para, de fato, fazer uma limpeza ética no país, investindo pesadamente em ações da Polícia Federal.

Na última vez que o governo federal fez isso, na era lulista, a mídia pediu arrego, assustada com o desfile de altos empresários, magistrados, políticos, entrando algemados em camburões. A mesma OAB que hoje apoia as manifestações contra a corrupção deu, na época, declarações de defesa aos empresários presos por sonegação de imposto. Não esqueço: presidente e diretores da OAB defendendo as falcatruas das proprietárias da Daslu. Não esqueço: editoriais e mais editoriais contra o "estado policial".

Na minha opinião, portanto, devemos apoiar as manifestações contra a corrupção, mas dar-lhes uma consequência. Vamos ampliar ainda mais a Polícia Federal. Vamos endurecer as leis contra políticos, funcionários públicos e empresários (sim, não esqueçamos os empresários!) envolvidos em prevaricação. Vamos exigir mais transparência nos gastos governamentais, em todas as esferas. Essa é uma agenda importante, até mesmo prioritária, porque se esses desvios não representam muita coisa (percentualmente falando) a nível federal, eles constituem uma verdadeira tragédia nos municípios.

Não há frase melhor para fechar esse post do que um misterioso verso de Arthur Rimbaud:

"Enquanto recursos públicos se evaporam em festas de fraternidade, um sino de fogo rosa soa nas nuvens."


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

5 comentários:

  1. Não concordo. Em Recife realizamos uma manifestação contra corrupção sem apoio da mídia e já formamos um grupo fixo para pesquisar e divulgar atos de corrupção local. No nosso protesto demos apoio aos projetos-lei em tramitação que são contra corrupção, como o PLS 204/2011. Junto com outras cidades, realizaremos mais um protesto no dia 12/out. Estamos focados e sabemos o que queremos, o que não dá pra controlar são pessoas q vão sem saber muito sobre o movimento e levam aleatoriamente temas. Mas isso faz parte de muitas manifestações. Para um país que a cultura é apenas resmungar, o ato de ir as ruas já representa muito. Estamos começando a exercer nossa democracia agora. E sim, pelo menos aqui nos organizamos sem apoio da mídia, políticos, empresas; foi a sociedade recifense que organizou e protestou.

    ResponderExcluir
  2. Meu caro Gustavo, discordo de você. Existem vários dados apontando para a partidarização desta Marcha, o que não seria problema dizer PSDB e DEM fazem Marcha contra Corrupção. Mas não assumem, mesmo que o site da juventude do PSDB, no dia 6 de setembro, tenho convocado seus partidários para a primeira manifestação apartidária.
    Em segundo lugar, ninguém é a favor da corrupção. Terceiro, não se faz política carregando uma bandeira como "somos contra a maldade do mundo, queremos a paz mundial". A priori, todos querem a paz. Aliás, muitas guerras foram promovidas em nome da paz, da conquista da paz.
    Política exige necessariamente assuntos onde as pessoas tenham opiniões diferentes, como o casamento entre homossexuais, por exemplo. Neste tema se faz política, porque diferentes pessoas tem diferentes opiniões sobre o assunto. A sociedade toda é contra a corrupção. A execução das marchas é ingenuidade sim, do ponto de vista político. O que precisamos é fazer um levantamento de todas as corrupções, nas esferas federal, estaduais e municipais, e sair punindo os corruptores. E não só no governo, porque parece-me que essas marchas também se esquecem que políticos corruptos saem do povo, policiais corruptos saem do povo, juízes corruptos saem do povo, delegados corruptos saem do povo, certo? Ou seriam os corruptos alienígenas? A corrupção dos outros é sempre condenável, a nossa própria corrupção é sempre justificável. Deixe de tentar corromper um policial, quando ele parar seu carro para lhe multar, e aceite a multa de peito aberto. Esse é o único meio de acabarmos com a corrupção, começando pela nossa mesma. No mais, temos de exercer política de modo comprometido com pensamentos e ideais políticos.

    ResponderExcluir
  3. Você provavelmente não tomou conhecimento, não ao menos por meio dos principais veículos da imprensa nacional, das duas notícias seguintes. A primeira: a pesquisa coordenada pelo professor André Trindade, da Unopar (Universidade do Norte do Paraná), a respeito do grau de conscientização social e política de alunos do ensino médio de escolas públicas de Londrina (PR), Chapecó (SC) e Passo Fundo (RS).
    a sondagem revelou números assustadores, ainda que estejamos falando de jovens. De acordo com a pesquisa, em um universo de 1.012 entrevistados, 70% não sabem quais são seus direitos sociais; 78% desconhecem o que é a Constituição Federal de 1988; 40% ignoram os Três Poderes; 68% não têm muita noção do que faz um deputado estadual; e 70% não sabem o que é a democracia, muito menos como exercê-la.
    Publicado na Carta Capital.

    ResponderExcluir
  4. Gustavo: nós não saímos às ruas apenas contra a corrupção, foi muito mais que isso: fomos defender projetos que reduzem a corrupção: Ficha Limpa, Corrupção Crime Hediondo. Oportunistas existem nos dois lados: os que querem orientar o protesto contra o governo federal e os que querem desqualificar a marcha dizendo que ela é de direita. Bom não vou deixar de protestar por conta deles, aqui segue todas as nossas entrevistas e vcs verão que a marcha não atacou o governo federal, nem estadual, não se trata disso, estamos querendo um Brasil melhor! Estamos defendendo propostas! http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/politica/pernambuco/noticia/2011/10/12/protesto-e-homenagens-na-marcha-contra-a-corrupcao-do-recife-18784.php

    ResponderExcluir
  5. Por que não tentam criar uma marcha contra os corruptores? Com nome, função e lista de acusações contra cada um? Desse modo, o movimento tucano já é criado com a intenção de ser manipulável para qualquer lado e esta sendo usado na caída dos ministros pela mídia. E só isso. Vocês são alienados. Montem uma lista real de denúncias de corrupção e exponha os nomes de cada um. Inclusive o seu e o dessa marcha criada, fomentada e sustentada financeiramente pelo PSDB e DEM. De onde vem o dinheiro para se comprar vassouras?

    ResponderExcluir

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.