06/09/2011

Ombudsman da Folha diz que jornalista não deveria ter Twitter, mas eu digo que deve

“Jornalista não deveria ter twitter pessoal, principalmente porque ele pode tuitar algo ofensivo e não sabe onde estará ou quem entrevistará amanhã”, afirmou a ombudsman da Folha de S.Paulo, Suzana Singer, durante o Info@Trends, realizado em São Paulo. A ombudsman também afirmou que não existe diferença entre o comunicador e a pessoa real.

Suzana Singer, ao dizer que jornalista não deveria ter twitter pessoal diz, nas entrelinhas, que não deveria ter e omitir opinião. Jornalista pode fazer "copie e cole" nos portais noticiosos, pode apurar uma pauta, entrevistar, fotografar, filmar e até mesmo elaborar um texto, mas emitir opinião já seria um abuso, segundo Singer.

O medo principal da ombudsman da Folha, o jornal que nunca Falha, é que o jornalista, esse animal incontrolável, possa tuitar algo ofensivo e amanhã não se sabe onde estará ou quem entrevistará. Seguindo este mesmo raciocínio, penso que jornalista não deveria ter um automóvel, porque ele pode fazer um movimento ofensivo no trânsito e fechar o carro de alguém importante e, afinal, amanhã não se sabe onde estará ou quem entrevistará. Podemos amplificar este simples pensamento até mesmo para um passeio pelo shopping, afinal, sabe como são os jornalistas, não é mesmo Singer?

(Com informações do Portal Comunique-se)

P.S.: os veículos de mídia ainda fazem escândalo com a regulação da mídia e outros elementos de democratização das mídias nacionais, quando na verdade, quem quer controlar quem?


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.