QUEDA-DE-BRAÇO ENTRE FIFA E GOVERNO BRASILEIRO ou porque Globo e Veja atacam o Ministério do Esporte

Interessada em ampliar ainda mais seu controle sobre o evento, entidade exige fim da meia-entrada, perseguição a trabalho informal e fav...


Interessada em ampliar ainda mais seu controle sobre o evento, entidade exige fim da meia-entrada, perseguição a trabalho informal e favorecimento à Budweiser. Autoridades cederão?


A FIFA encontrou algumas dificuldades na aplicação das suas vastas exigências para a realização da Copa do Mundo-2014. O foco da tensão é o debate da Lei Geral da Copa no Brasil. O presidente da entidade – Sepp Blatter – e seus parceiros provavelmente não imaginavam que determinadas leis locais seriam tabus difíceis de quebrar, mesmo sob a alegação de “excepcionalidade”, que apresentam.

O primeiro entrave foi o pedido de derrubada do direito à meia-entrada, garantido pelas leis municipais e estaduais a estudantes e idosos. A FIFA exigiu dos relatores da Lei da Copa que garantissem que o direito fosse eliminado durante a competição, uma vez que reduziria seus lucros polpudos. No Brasil, porém, trata-se de um direito quase indiscutível, para as mais diversas atividades culturais e transporte coletivo. O direito historicamente foi garantido no futebol nacional.
Os ingressos da Copa do Mundo, por sua vez, são costumeiramente utilizados enquanto moeda de troca para favores dentro da FIFA. Na prévia da Copa do Mundo da Alemanha, Jack Warner, presidente da confederação de futebol centro e norte-americana (Concacaf) foi pego desviando ingressos oficiais diretamente para sua empresa de turismo, com a proteção de Blatter.
O segundo ponto de discórdia é a exigência de maior repressão do Estado brasileiro contra o que a FIFA chama de “pirataria”. Em outros termos, a entidade quer que o estado brasileiro aperte ainda mais os pequenos comerciantes, trabalhadores informais e camelôs que vendam artigos com a marca oficial do torneio sem prévia autorização.
O terceiro desentendimento é em torno do pedido de liberação de bebidas alcoólicas na Copa do Mundo. Seu consumo bebidas foi severamente restringido nos estádios brasileiros com o advento do novo Estatuto do Torcedor, em 2008. Alegou-se que era uma medida necessária para a segurança do torcedor nos estádios. Parlamentares de um vasto arco de partidos aprovaram a medida. Como a Budweiser – uma das maiores cervejarias do mundo e parceira econômica da FIFA – quer garantir o seu lucro de cada Copa, a proibição precisaria ser derrubada.
Esse ponto tem tomado contornos surpreendentes. Muitos torcedores reclamaram que a medida era desnecessária e não influía no comportamento dos nos estádios. Os números sugerem que estão corretos. Os índices de violência dentro das praças esportivas mantiveram-se baixos; mas os incidentes entre torcidas antes e após os jogos, em locais distantes das arenas, não foi reduzido pela restrição ao álcool. O relator da Lei da Copa, deputado Vicente Cândido (PT-SP), afirmou ser a favor do pedido da FIFA, por considerar que “as normas brasileiras precisam de atualizações, e que esse aspecto pode trazer para o Brasil um grande avanço na utilização de aparatos jurídicos”.
Como se vê, porém, as exigências da FIFA são mais amplas. Vicente Cândido terá que escolher, no fim das contas, de que lado fica. Ou dos cartolas (ele mesmo é vice-presidente da Federação Paulista de Futebol), ou dos que defendem direitos como a meia-entrada e não querem repressão contra os trabalhadores informais.
(*) Publicado originalmente no blog Outras Palavras.



COMMENTS

BLOGGER: 2
Loading...
Nome

Anna Poulain,5,Apoemático,19,APPs,15,Arte,3,Arte Digital,17,Artigos próprios,105,Artigos reproduzidos,286,Biografias,1,Cinema,7,Citações,20,coluna S I T T A,5,Consumidor,24,Contos,14,Crônicas,7,Cultura,14,Dados estatísticos,17,Depressão Comunica,7,Diálogos,1,Diego Pignones,42,Digital,1,Documentários,119,Educar,23,Ensaios,14,Entrevistas,40,featured,4,Fotografia,42,Games,3,HQ,15,In Memoriam,2,Informe,1,Jornais,25,Jornalismo Literário,7,Língua Inglesa,1,Língua Portuguesa,25,Literatura,31,Machismo,17,Memórias de minha janela,10,Mídia,1298,Música,81,nota,9,Nota.,223,Notificando,3,Outros Blogs,2,Pablo Pascual García,1,Pensamento e Comunicação,57,Pensamentos tupiniquins,196,Pintura,15,Poesia,39,Política Carioca,135,Política Internacional,335,Política Nacional,1003,Q tem pra V,44,Rádio/TV,27,Rapidinhas do Sr Comunica,29,Saúde,18,Teatro,20,Tetraplégicos Unidos,10,Tirinhas,4,Tupi Guarani Nheengatu,8,Viagem,10,Vídeos,37,Web,44,
ltr
item
COMUNICA TUDO: QUEDA-DE-BRAÇO ENTRE FIFA E GOVERNO BRASILEIRO ou porque Globo e Veja atacam o Ministério do Esporte
QUEDA-DE-BRAÇO ENTRE FIFA E GOVERNO BRASILEIRO ou porque Globo e Veja atacam o Ministério do Esporte
http://2.bp.blogspot.com/-ntuqq-iQA3Q/TqbM-go5mGI/AAAAAAAACN8/pZLc_4Quy1U/s320/copa1.jpg
http://2.bp.blogspot.com/-ntuqq-iQA3Q/TqbM-go5mGI/AAAAAAAACN8/pZLc_4Quy1U/s72-c/copa1.jpg
COMUNICA TUDO
http://www.marcelodamico.com/2011/10/queda-de-braco-entre-fifa-e-governo.html
http://www.marcelodamico.com/
http://www.marcelodamico.com/
http://www.marcelodamico.com/2011/10/queda-de-braco-entre-fifa-e-governo.html
true
4187826622770269860
UTF-8
Loaded All Posts Not found any posts VIEW ALL Readmore Reply Cancel reply Delete By Home PAGES POSTS View All RECOMMENDED FOR YOU LABEL ARCHIVE SEARCH ALL POSTS Not found any post match with your request Back Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS CONTENT IS PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy