15/10/2011

Quem disse que não pode? Por Exemplo - uma revista só de boas notícias

O livreiro do açougue, a primeira juíza negra do Brasil, o ex-presidiário que ao sair da cadeia ganhou um emprego da própria vítima. Essas e outras histórias ilustram a revista Por Exemplo, que chegou ao mercado no último mês. Além das matérias e entrevistas, a publicação acompanha uma versão infantil.

A publicação, que tem como proposta mostrar exemplos de vida, é uma revista social, elaborada pela editora Mol e vendida por R$ 2,50, nas 475 lojas dos supermercados Extra, do Grupo Pão de Açúcar. 100% da renda, descontando os impostos, é revertida para ONGs como Parceiros da Educação e Todos pela Educação. A tiragem é de 280 mil exemplares.

A ideia partiu da própria editora Mol, que procurou o Grupo Pão de Açúcar para uma parceria. A editora-chefe da Por Exemplo, Roberta Faria, diz que esse é um modelo difícil de ser trabalhado, por não representar faturamento para as empresas. “Os funcionários têm que ser treinados a incentivar a venda da revista, mas é um produto que não traz lucro ao supermercado”, explica. Além do Extra, a publicação conta com o patrocínio da Kraft Foods e Procter & Gamble.

Personagens
Ao todo, 40 pessoas trabalham na revista. A equipe busca personagens em qualquer lugar. “Temos repórteres em outros estados também. Muitos saem nas ruas, com uma lista de perguntas, e eles abordam as pessoas, até surgir alguém com um exemplo interessante”, conta Roberta. Além da rua, os jornalistas contam com a colaboração dos próprios funcionários do Extra, de entidades e das redes sociais para encontrar personagens com exemplos de vida.

A direção da revista ainda não tem números precisos sobre as vendas, o balanço deverá ser fechado nas próximas semanas. No entanto, as respostas já têm sido positivas. "Recebemos mais de 200 mensagens de leitores, alguns deles falando que foi a primeira revista que leram inteira. Outros contam suas histórias para nós", comemora.

Objetivo
Com o projeto, a expectativa é reverter, em um ano, R$ 4,9 milhões para a educação. As ONGs Parceiros da Educação e Todos Pela Educação receberão, cada uma, 20% das doações. Os 60% restantes da renda serão aplicados em projetos de todo o País, selecionados por meio de um edital, que será publicado na revista.

“O objetivo é enaltecer os bons exemplos, que por sua vez, remetem a importantes princípios compartilhados pelo Extra, como família, cidadania, responsabilidade social e ambiental. Queremos mostrar pessoas comuns que, com boas ideias, trabalham para criar um mundo cada vez melhor”, afirma Daryalva Bacellar, gerente de responsabilidade social do Grupo Pão de Açúcar.

Revistas sociais
Rodrigo Pipponzi, diretor executivo da Editora Mol, aposta no formato. "Já temos um case de sucesso com esse modelo, e estamos confiantes de que, com a força do Extra, mesmo fugindo completamente dos padrões do mercado editorial, a Por Exemplo será uma das maiores revistas em circulação no País".

O case da editora é a revista Sorria, lançada em 2008 e vendida na Droga Raia. Sorria arrecadou, em três anos, mais de R$ 6 milhões – valor doado 100%, descontados os impostos, ao Grupo de Apoio ao Adolescente e a Criança com Câncer (Graacc) e ao Instituto Ayrton Senna. A publicação também conquistou, em 2009, três prêmios importantes: o de Lançamento do ano (promovido pela Anatec), de Melhor Mídia (entregue pela Aberje) e o Prêmio Fecomercio de Sustentabilidade.

(Publicado no Portal Comunique-se)


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Um comentário:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.