18/12/2011

Drummond e as vassouras

Escrito por Diego Pignones

Quando escrevi “O Jornalismo Vaudeville e a Marcha” sobre as ‘marchas populares-apartidárias-financiadas-por-partidos’ que assolaram o Brasil, não esperava que o texto tivesse desdobramentos na vida real e em curto prazo.

Falo especificamente do livro do jornalista Amaury Ribeiro Jr, intitulado “A Privataria Tucana”, que joga uma luz nas operações do PSDB durante o período da venda do Brasil, aponta o caminho do dinheiro por paraísos fiscais e dá nome aos bois.

Pois é. Desta vez escapou a coruja e pelaram o tucano.

A mídia tradicional pouco fala sobre o livro e dá espaço para factóides levantados pelos acuados.

A blogosfera transparente (rotulada anteriormente de suja) e as redes sociais repercutiram o assunto e, possivelmente, serão responsáveis por pressionar as estruturas do poder público a investigar as denúncias contidas no livro de Amaury.

‘De pronto’ me recordo das declarações do ‘Príncipe’ que afirmava que a corrupção no Brasil nasceu nos governos do PT, o mensalão da Alesp e da tentativa nefasta e fascista de dividir o país colocando brasileiro contra brasileiro que ocorre desde as eleições 2010.

Como diria Drummond: “E agora, José?...”

E o entreguismo pró-Estados Unidos? Os documentos de Wikileaks sobre a entrega do pré-sal para a Chevron (a mesma que fez m... e a Petrobrás teve que consertar)?

“E agora, José?...”

Pausa da divagação:

- “Toda a forma de corrupção deve ser combatida!”, bradou o pássaro.

- “E os corruptores? Não devem ser combatidos?”, bradou o povo.

Depois de uma bela “obrada” fedegosa, o pássaro respondeu:

- “Tu não sabe de nada, povo. Política é diferente da vida real.”

E o povo, retrucou:

- “Posso não saber dessa tua política, mas sei o que é crime e o que não é. Tenho discernimento”.

Restou ao pássaro tentar voar de modo desengonçado, fugir do assunto e sair de cena torcendo para que o assunto acabe logo.

As perguntas se repetem:

“E agora, José?...”

Onde estão? Ninguém os vê.

Cadê os indignados e cansados?

E as vassouras verdes e amarelas?

Cada vez mais fica a certeza de que não são bons para o Brasil.

Não faltam fatos, fontes, mas a informação na mídia limpinha (aquela que preza pela liberdade de imprensa e de expressão)... Nada.

Se escondem a “Privataria Tucana”, o que será que já não foi escondido do povo?

Democratização da mídia, já!

Ley de medios, já!

CPI da Privataria, já!

Mais vergonha na cara e respeito com a audiência, já!

“E agora, José?...”

Anotação na Margem: 

- Acompanho no Twitter do Deputado Federal, Protógenes Queiroz, do PCdoB, a atualização das assinaturas para a abertura da “CPI da Privataria”. Cabe a nós cidadãos cobrar no real e no virtual para que a coisa aconteça;

- Se não sair a “CPI da Privataria”, volta a Marcha Nacional para o Cú ter Acento... No Senado.

Diego Pignones
Publicitário e pesquisador em Comunicação Social.
Twitter: @diegopignones
Tumblr: http://lavalanga.tumblr.com/




0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.