17/01/2012

OI quer anular metas de qualidade de internet banda larga

Associação PROTESTE repudia pedido da Oi para anular metas de qualidade na área de banda larga e telefonia móvel

A PROTESTE Associação de Consumidores apresenta documento na terça-feira, 17 de janeiro, ao Ministério Público Federal em repudio a conduta da Anatel, Agência Nacional de Telecomunicações, após pedido da operadora Oi para anular obrigatoriedade de oferecer velocidade de banda larga compatível com a contratada. 

O regulamento entraria em vigor em novembro deste ano para garantir níveis mínimos de qualidade para os serviços de banda larga e telefonia móvel.

No dia 12 de janeiro a Agência publicou Edital de Notificação no Diário Oficial da União a pedido da Oi, chamando as demais operadoras que mostrassem interesse a se pronunciar sobre a anulação. A regulamentação, aprovada em outubro de 2011 e comemorada pelos consumidores brasileiros, corre risco de ser perdida.

A PROTESTE repudia a iniciativa da OI, que insiste em não prestar serviços com qualidade aos consumidores brasileiros, assim como a conduta da Anatel em reabrir a discussão, viabilizando o retrocesso.

A Anatel inicialmente havia decidido não criar consulta pública para o pedido da Oi, porém diante da grande repercussão, a Agência reviu sua posição e decidiu tratar o assunto como todas as consultas públicas, publicando os textos no site e aceitando contribuições via internet.

A Associação de Consumidores espera que a Anatel não esteja contribuindo para que a Oi e as demais empresas que atuam neste segmento de mercado se utilizem do artifício do pedido de anulação para ganhar tempo.

Por este motivo, a Associação também enviará ofício para a Agência pedindo esclarecimentos sobre o pedido da Oi quanto ao prazo para entrada em vigor das novas metas.


0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.