03/02/2012

Moradora relata abuso sexual de PM na desocupação do Pinheirinho

Por ANDRÉ CARAMANTE para a Folha
Um grupo de policiais militares é investigado sob suspeita de ter cometido uma série de abusos contra moradores da área do Pinheirinho, em São José dos Campos (97 km de SP).
Uma moradora afirmou ao Ministério Público Estadual que, durante a desocupação da área, em 22 de janeiro, um PM a obrigou a fazer sexo oral nele e também teve seu corpo tocado pelo militar.

O depoimento foi prestado ao promotor João Marcos Costa de Paiva e acompanhado pelo senador Eduardo Suplicy (PT), no dia 1º.
O comandante-geral da PM, coronel Álvaro Batista Camilo, foi procurado nesta tarde pela reportagem, mas estava em reunião. Segundo um de seus assessores, o comandante irá atender a Folha ainda nesta sexta-feira para falar sobre o caso.
Há também relatos de que PMs comeram mantimentos de moradores do Pinheirinho durante a desocupação, que um dos militares chegou a ameaçar abusar sexualmente de um jovem que vivia no lugar, e que dinheiro dos moradores foi roubado.
Os moradores afirmam ainda que policiais consumiram cocaína em um veículo oficial e que levaram a droga para dentro da casa de uma família.
Veja a íntegra do depoimento dos moradores do Pinheirinho:
Reprodução



2 comentários:

  1. Você deveria ter vergonha de publicar essas mentiras, Marcelo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade, quem publicou isso que você chama de mentira foi um dos jornais (Folha de São Paulo) que costuma defender seu partido, o PSDB, o mesmo que governa o estado de SP, o estado autor das barbaridades em Pinheirinho.

      Excluir

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.