“NINGUÉM MERECE O SPORTV” - FERNANDA VENTURINI

Por  Jean Oliveira   Um modesto e inesperado protesto marcou a vitória do time de vôlei feminino do Rio de Janeiro, que eu me recuso a ...


Por Jean Oliveira 

Um modesto e inesperado protesto marcou a vitória do time de vôlei feminino do Rio de Janeiro, que eu me recuso a chamar pelo nome do patrocinador, contra o time do Mackenzie, de Belo Horizonte, no ginásio do Marcanãzinho, na noite desta terça-feira (19/3), por 3 X 0 (parciais de 25 X 15, 25 X 21 e 25 X 16). Ao final do jogo, a levantadora e capitã do Rio Fernanda Venturini, uma das atletas mais vitoriosas do voleibol brasileiro e mundial, pegou o microfone para agradecer a presença da torcida e protestar contra o horário do jogo, que teve início após às 21h e terminou por volta das 22h30. “Eu queria agradecer a presença da torcida. Mas ninguém merece o SporTV por ter marcado o jogo para às 9h15 da noite numa segunda-feira”, disse a levantadora. Foi a primeira vez que vi, ao vivo, um atleta em atividade, de qualquer modalidade, protestar contra a forte influencia das emissoras de televisão, em especial as das Organizações Globo, na definição dos horários das partidas. E mais: o SporTV ainda transmitia ao vivo da quadra uma entrevista com uma companheira de time de Fernanda quando a capitã pegou o microfone para protestar contra o canal esportivo. Seria muito bom se os telespectadores do SporTV pudessem ouvir o protesto, que se converteria numa espécie de “contrapropaganda” (quando a estrutura de grandes organizações é usada por manifestantes para protestar contra ela).
Problema antigo
Mas, infelizmente, além de nenhum telespectador, poucos torcedores no ginásio devem ter ouvido o protesto da atleta, já que a grande maioria queria mesmo era voltar correndo pra casa (uma das consequências dos jogos tão tarde durante a semana). Mesmo insatisfeitos com os horários das partidas, seja de vôlei, futebol ou qualquer outro esporte, os torcedores têm dificuldade de entender a origem do problema e a sua relação com o monopólio das comunicações e os princípios meramente capitalistas que regem este setor no Brasil.

Desde que a TV Bandeirantes deixou de ser “o canal do esporte”, as Organizações Globo, aí incluindo a “cabeça de rede” TV Globo, suas afiliadas e o canal pago SporTV, monopoliza as transmissões esportivas ao vivo no Brasil. Tanto que a TV Globo costuma adquirir direitos de transmissão de competições inteiras para transmitir apenas os jogos finais, repassando os direitos a outros canais do grupo ou revendendo-os a outras emissoras. É assim com a Liga dos Campeões da Europa, considerada a mais importante competição de clubes de futebol do mundo, e com a Superliga Nacional de Vôlei, uma das mais disputadas do planeta, só para ficar em dois exemplos. E mesmo quando a TV Globo decide transmitir toda a competição, acaba oferecendo apenas um jogo por rodada e definindo unilateralmente o dia e o horário deste jogo, o que fez com que algumas partidas de quarta-feira passassem a terminar após a meia-noite (algo completamente inviável para quem depende de transporte público e trabalha cedo no dia seguinte e perigoso para todos que vivem nos grandes e violentos centros urbanos do país).

Com a inviabilidade de ir aos jogos e as poucas opções na TV aberta, o torcedor é praticamente obrigado a contratar um serviço de TV pago, submetendo-se a uma “genial” jogada comercial, digna dos “Gates”, “Jobs” e “Zuckerbergs” do nosso tempo. O “genial”, no caso, consiste no fato de que tanto a emissora de TV (uma concessão pública, sempre é bom lembrar) que adquire os direitos de transmissão e usa o pouco que transmite como propaganda da maior parte que não transmite, quanto as operadoras líderes nos serviços de TV por satélite (Sky) e por cabo (Net), o canal esportivo líder de audiência (SporTV) e os canais esportivos do chamado “Pay Per View” (Premier Futebol Clube, ou apenas PFC) pertencem à mesma família.

Alternativas ou mais do mesmo?
As poucas tentativas de quebrar este monopólio não foram para frente por pressão das próprias Organizações Globo e de seus parceiros políticos e empresariais, mas, a bem da verdade, se tivessem sido efetivadas, não significariam uma real mudança no estado das coisas. Quando o Clube dos Treze, entidade que salvou o futebol brasileiro das lambanças da CBF em 1987 mas que se reduziu a negociadora, em nome dos clubes, dos direitos de transmissão dos jogos do Brasileirão, decidiu promover uma nova licitação para 2012, não renovando o contrato com a TV Globo, logo apareceram alguns concorrentes da família Marinho. Eram nada menos que outras famílias e grandes empresários, como os que controlam as redes Bandeirantes, Record e Rede TV. Já no episódio mais recente, quando o canal pago Fox Sports, do grupo estrangeiro News Corporation, começou a operar no Brasil com a exclusividade na transmissão dos jogos da Taça Libertadores, a mais importante competição de clubes de futebol das américas, muitos não enxergaram que a mudança era, na verdade, de um monopólio nacional da família Marinho por um monopólio mundial do magnata Rupert Murdoch, dono do News Corporation.

De qualquer forma, a pluralidade, a possibilidade de mudança nos horários dos jogos e, admitamos, um pequeno abalo no “império global”, já seriam pontos positivos pelo menos para os torcedores e telespectadores, mas quem sabe também para os ativistas pela democratização das comunicações. No entanto, as Organizações Globo usaram os clubes para enterrar a licitação do Clube dos Treze e aproveitaram a desregulamentação quase total dos serviços de TV paga para impedir a inclusão do canal Fox Sports na programação das operadoras líderes Sky e Net (pelo menos até poucos dias atrás, pois já há notícias circulando na internet de que teria havido um acordo entre as empresas. A conferir.).

Por razões óbvias, os capitalistas das comunicações continuarão se movimentando para impedir o êxito de qualquer iniciativa que tenha como objetivo diminuir o poder do capital e democratizar o acesso ao espectro eletromagnético e aos cabos de fibra ótica. Pelo menos enquanto a sociedade não conseguir pressionar o governo e o Congresso a aprovarem um novo marco regulatório das comunicações, que acabe ou, pelo menos, diminua o monopólio e o oligopólio no setor e dê espaço para novos canais, novos atores sociais e novas experiências na televisão brasileira. Se isso acontecer, ninguém se lembrará do modesto e inesperado protesto da jogadora de vôlei Fernanda Venturini, mas seu desabafo não terá sido em vão. Enquanto isso, seguimos nos perguntando: alguém merece o SporTV?

(*) Jean Oliveira é jornalista e torcedor-telespectador de todas as modalidades esportivas.



.
Follow Me on Pinterest

COMMENTS

BLOGGER
Nome

Anna Poulain,5,Apoemático,19,APPs,15,Arte,5,Arte Digital,17,Artigos próprios,105,Artigos reproduzidos,286,Biografias,1,Cinema,8,Citações,20,coluna S I T T A,5,Consumidor,24,Contos,14,Crônicas,7,Cultura,14,Dados estatísticos,17,Depressão Comunica,7,Diálogos,1,Diego Pignones,42,Digital,1,Documentários,120,Educar,23,Ensaios,14,Entrevistas,40,featured,4,Fotografia,42,Games,3,HQ,16,In Memoriam,2,Informe,1,Jornais,25,Jornalismo Literário,7,Língua Inglesa,1,Língua Portuguesa,25,Literatura,31,Machismo,17,Memórias de minha janela,10,Mídia,1299,Música,81,nota,9,Nota.,223,Notificando,3,Outros Blogs,2,Pablo Pascual García,1,Pensamento e Comunicação,57,Pensamentos tupiniquins,196,Pintura,16,Poesia,39,Política Carioca,135,Política Internacional,335,Política Nacional,1003,Q tem pra V,45,Rádio/TV,27,Rapidinhas do Sr Comunica,29,Saúde,18,Teatro,20,Tetraplégicos Unidos,10,Tirinhas,4,Tupi Guarani Nheengatu,8,Viagem,10,Vídeos,39,Web,45,
ltr
item
COMUNICA TUDO: “NINGUÉM MERECE O SPORTV” - FERNANDA VENTURINI
“NINGUÉM MERECE O SPORTV” - FERNANDA VENTURINI
http://1.bp.blogspot.com/-zsPYUmfsEaM/T2irl5abztI/AAAAAAAADEQ/MXNL2lG-2Jk/s400/venturini.jpg
http://1.bp.blogspot.com/-zsPYUmfsEaM/T2irl5abztI/AAAAAAAADEQ/MXNL2lG-2Jk/s72-c/venturini.jpg
COMUNICA TUDO
http://www.marcelodamico.com/2012/03/ninguem-merece-o-sportv-fernanda.html
http://www.marcelodamico.com/
http://www.marcelodamico.com/
http://www.marcelodamico.com/2012/03/ninguem-merece-o-sportv-fernanda.html
true
4187826622770269860
UTF-8
Loaded All Posts Not found any posts VIEW ALL Readmore Reply Cancel reply Delete By Home PAGES POSTS View All RECOMMENDED FOR YOU LABEL ARCHIVE SEARCH ALL POSTS Not found any post match with your request Back Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS CONTENT IS PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy