O futebol e a política – Parte 5

Por Diego Pignones Após abordar o ‘Clássico Político’ entre A.S. Livorno X Lazio e o ‘Amistoso Socialista’ entre Adana Demirspor X A.S. L...

Por Diego Pignones

Após abordar o ‘Clássico Político’ entre A.S. Livorno X Lazio e o ‘Amistoso Socialista’ entre Adana Demirspor X A.S. Livorno (http://bit.ly/sjcuxS), Rayo Vallecano e o sentimento anti-franquista em relação ao Real Madrid (http://bit.ly/uY7hWK), a Babel nas arquibancadas e no bairro de St. Pauli (http://bit.ly/xY9D20) e sobre a Guerra das Malvinas e sua influência sobre o futebol (http://bit.ly/GTxckC), prossegue a viagem pelo outro lado da relação entre futebol e política.


Fechamos o texto anterior com a ascensão ao plano divino de Diego Maradona. Sim. Para os argentinos Maradona não é só maior que Pelé, é um Deus. A idolatria pelo Pibe de Oro e sua divinização passa por suas origens, por lances dentro de campos e pela política. 

Maradona tem suas origens no Fiorito (Villa Fiorito, subúrbio de Lomas de Zamorra). Trata-se de um lugar de gente muito humilde, marginalizado pelas autoridades argentinas e formado por descendentes de espanhóis e italianos. 

O talento de Maradona começou a despontar nos campinhos de chão batido e logo chamaram a atenção de clubes como Estrella Roja, Los Cebollitas até ingressar no Argentinos Juniors de onde saiu para jogar no Boca Juniors (esnobando uma oferta muito melhor do River Plate). O Club Atlético Boca Juniors sempre foi ligado aos imigrantes italianos (com forte identidade genovesa) e trabalhadores. Dieguito recusou o River Plate por se tratar de um clube com origens ligadas à elite e, ao aceitar jogar no Boca, Maradona optava por um clube popular e mais próximo de suas raízes. 
Nas quatro linhas é incontestável, El Pibe protagonizava lances mágicos que o levaram a ser ídolo na Europa e um deus, também, em Nápoli. 

O grande ato político de Diego Maradona, não podia ser diferente, foi dentro da cancha durante a Copa do Mundo de 1986. Inflamados pela mídia, o jogo entre argentinos e ingleses foi, inevitavelmente, impregnado pela Guerra das Malvinas (conflito terminado em 1982). 

Jogando “pelos argentinos mortos”, a Argentina abriu 2X0 no 1º tempo com 2 gols do Pibe. Gols que o imortalizaram no imaginário popular. O primeiro deles foi La Mano de Dios e o segundo nomeado como El gol Del siglo. 

A Mão de Deus foi interpretada como um ato de rebeldia política. Ao cometer uma infração às regras, não apontada pelo árbitro, Diego desestabilizava os ingleses. E com o Gol do Século (imortalizado na narração de Victor Hugo Morales), Maradona estufou o peito e arrancou do campo de defesa deixando os adversários para trás até marcar. Uma jogada mágica. 


“O gol de mão contra a Inglaterra foi como se eu tivesse roubado a carteira de um inglês”, Diego Maradona.


A Inglaterra descontou com Lineker, mas não adiantou. O placar final foi Argentina 2X1 Inglaterra. 

O craque de origem humilde que se recusou a jogar em um time elitista, roubou dos ingleses (com elegância) a dignidade que foi tirada da Argentina com a invasão pirata das Malvinas. Diego Maradona deixava de ser um craque e, por conta da política, acabava de virar um deus. Ou como os argentinos o chamam, El D10S (em uma união de Dios e do número utilizado por Maradona, o 10). 


Para reforçar o culto ao Pibe, um grupo de torcedores de Rosario fundaram a Iglesia Maradoniana. A religião conta com sacramentos e datas especiais. Sendo o Natal em 30 de outubro (nascimento de Diego) e a Páscoa em 22 de junho (data do gol com a Mão de Deus). 

Contudo, como Deus, craque e por suas posições políticas, Diego Maradona é classificado como politicamente incorreto. 


“Maradona se não fosse jogador de futebol, seria um revolucionário”, Emir Kusturica – cineasta sérvio.

O revolucionário Maradona possui argumentos e formação política desde sua origem por conviver com diversos problemas sociais e enxergar no cotidiano a luta de classes. Muitas de suas declarações consideradas bombásticas têm a simplicidade característica de quem enxerga o óbvio que ninguém vê. Em visita ao Vaticano, Diego Maradona manifestou em declaração a incoerência da chamada igreja dos pobres ter o teto cheio de ouro. 


Durante o processo de construção da Área de Livre Comércio das Américas (ALCA), Diego manifestou solidariedade a Chávez e ao processo de libertação da América Latina do imperialismo que reivindica o direito ao desenvolvimento ‘sem tutores’. El Pibe também chamou George W.(ar) Bush de assassino e lixo humano. E proclamou que os políticos que ofendem e criticam Fidel Castro, não chegam nem a sola de seus sapatos. 


Para os detratores da mídia tradicional, um deus não pode ser ‘politicamente incorreto’ (se é que eles são politicamente corretos) e enfatizam os problemas de Dieguito com as drogas e condenam suas amizades com Chávez, Fidel e Evo. Porém, a imprensa esquece-se do fato de que Maradona foi um dos poucos ídolos mundiais que foi a público falar sobre seu problema com a cocaína e a buscar reabilitação. 


“Maradona é um Sex Pistol do futebol”, Emir Kusturica – cineasta sérvio.

O esperado aconteceu, mas de modo improvável. 

Saiu um filme sobre o Pibe, porém ‘não-argentino’. E dirigido por Kusturica, o Maradona do cinema (literalmente). Os filmes do cineasta sérvio Emir Kusturica são caóticos, anárquicos e a trilha idem. A química entre o diretor e Diego é percebida pelo espectador, contudo, o motivo dela não aparece na película. 


O cineasta sérvio, tal qual Maradona, é um apaixonado por futebol e um rebelde. Kusturica já desafiou o militar Vojislav Seselj para um duelo. Vojislav é o cabeça de um movimento de extrema-direita da Sérvia. Emir Kusturica chegou às vias de fato com Nobojsa Pajkic, líder do movimento de direita Nova Sérvia durante um festival de cinema. 


Em 2005 o cineasta sérvio Emir Kusturica iniciou as filmagens de Maradona por Kusturica, um documentário biográfico de Diego Armando Maradona. Para quem espera lances majestosos e gols, a película será frustrante. O documentário abre espaço para a opinião de Maradona sobre o futebol, a Argentina, os Estados Unidos, Inglaterra e o mundo. Além de desvendar a personalidade de Dieguito, o grande mérito de Maradona por Kusturica é mostrar, de fato, cada Maradona: o ser humano Diego, o futebolista, o ídolo, o revolucionário, o Sex Pistol do futebol, o Maradona em reabilitação e o deus. 


Um dos pontos altos do filme é quando Maradona canta, em primeira pessoa, La Mano de Dios junto de suas filhas. A composição de Rodrigo Bueno (cantor argentino morto em um acidente de carro em 2000) que homenageia Diego pelos seus feitos e conta sua história. 


Falando em música o documentário tem ainda La Vida Tombola de Manu Chao, interpretada pelo próprio Manu em uma rua de Buenos Aires para um Maradona pego desprevenido com a surpreendente homenagem. Sem mencionar o clássico do punk rock ‘God Save The Queen’ que aparece no filme em animações alusivas ao gol do século, enquanto Maradona dribla personalidades da política inglesa e Bush. O filme é entremeado por cenas da Iglesia Maradoniana e seus sacramentos. 


O documentário também possui trechos de humor como na sequência onde Diego é levado de carro pelas ruas de Belgrado. 

O filme de Kusturica ilustra que a rebeldia e a política foram fundamentais no culto à Maradona e na sua ascensão ao plano divino. Além de evidenciar que o conflito com a Inglaterra e seus aliados ainda está latente. 

Contra o futebol moderno e América Latina unida! 

Y la pelota no se mancha!
 
Anotação na Margem:

- Los Piojos gravaram Marado em homenagem ao Pibe;
http://www.youtube.com/watch?v=Z4OzV_VzYJ4&feature=related

- Manu Chao gravou La Vida Tombola em homenagem a Maradona; http://www.youtube.com/watch?v=ZlSm-wMf2yk

- Ainda no Mano Negra, Manu Chao menciona a idolatria a Maradona em Santa Maradona; http://www.youtube.com/watch?v=3CUnwPgopIk

- Recomendo Underground – Mentiras de Guerra de Emir Kusturica;
http://www.youtube.com/watch?v=yDj4AIbQXjg

- Texto escrito ao som de La Argentinidad Al Palo da Bersuit Vergarabat.

Diego Pignones
Publicitário e pesquisador em Comunicação Social.
Twitter: @diegopignones



Follow Me on Pinterest

COMMENTS

BLOGGER
Nome

Anna Poulain,7,Apoemático,19,APPs,15,Arte,5,Arte Digital,17,Artigos próprios,105,Artigos reproduzidos,286,Biografias,1,Cinema,9,Citações,20,coluna S I T T A,5,Consumidor,24,Contos,14,Crônicas,7,Cultura,14,Dados estatísticos,17,Depressão Comunica,9,Diálogos,1,Diego Pignones,44,Digital,1,Documentários,121,Educar,24,Ensaios,14,Entrevistas,41,Fabio Nogueira,6,featured,4,Fotografia,42,Games,3,HQ,16,In Memoriam,2,Informe,1,Jornais,25,Jornalismo Literário,7,Língua Inglesa,1,Língua Portuguesa,25,Literatura,32,Machismo,17,Memórias de minha janela,10,Mídia,1300,Música,87,nota,9,Nota.,223,Notificando,3,Outros Blogs,2,Pablo Pascual García,1,Pensamento e Comunicação,57,Pensamentos tupiniquins,196,Pintura,17,Poesia,40,Política Carioca,135,Política Internacional,335,Política Nacional,1005,Q tem pra V,56,Rádio/TV,28,Rapidinhas do Sr Comunica,29,Saúde,19,Teatro,21,Tetraplégicos Unidos,10,Tirinhas,4,Tupi Guarani Nheengatu,8,Viagem,13,Vídeos,43,Web,45,
ltr
item
COMUNICA TUDO: O futebol e a política – Parte 5
O futebol e a política – Parte 5
http://3.bp.blogspot.com/-X5mofKqlv_g/T2-QBq6fxJI/AAAAAAAADIE/0xbqIYfKQsY/s400/maradona01.jpg
http://3.bp.blogspot.com/-X5mofKqlv_g/T2-QBq6fxJI/AAAAAAAADIE/0xbqIYfKQsY/s72-c/maradona01.jpg
COMUNICA TUDO
http://www.marcelodamico.com/2012/03/o-futebol-e-politica-parte-5.html
http://www.marcelodamico.com/
http://www.marcelodamico.com/
http://www.marcelodamico.com/2012/03/o-futebol-e-politica-parte-5.html
true
4187826622770269860
UTF-8
Loaded All Posts Not found any posts VIEW ALL Readmore Reply Cancel reply Delete By Home PAGES POSTS View All RECOMMENDED FOR YOU LABEL ARCHIVE SEARCH ALL POSTS Not found any post match with your request Back Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS CONTENT IS PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy