02/04/2012

Globo protege Perillo e VEJA


Escrito por LEN

Através dos contatos do repórter Cesar Tralli com a banda podre tucana na Polícia Federal, as organizações Globo vem tendo acesso aos grampos realizados no inquérito que investiga o Bicheiro Carlinhos Cachoeira.
Como seria fácil de imaginar a Globo se interessa pelo caso para proteger aliados, filtrando a parte das gravações que não podem ser reveladas e divulgando apenas o que está relacionado ao Senador Demóstenes Torres, escolhido para ser o “boi de piranha” da vez. Para quem não conhece a expressão boi de piranha é o boi sacrificado da manada para evitar uma perda ainda maior.

Ficamos sabendo através da Revista Carta Capital que o contraventor trocou mais de duzentas ligações com chefe da sucursal de Brasília da Revista Veja, Policarpo Junior, atual mentor intelectual do jornalismo de esgoto que a publicação semanal apresenta há anos.
Policarpo é conhecido, digamos, por métodos pouco ortodoxos de fazer jornalismo, como no caso que revelamos em primeira mão em que foi denunciado à Polícia Federal pelo delegado aposentado da PF e araponga Onésimo de Souza, por ter inventado o suposto convite que o araponga teria recebido para fazer parte de um “Grupo de Inteligência” da Campanha de Dilma e, por ter posse de documentos furtados do comitê de campanha (Clique aqui para ler). Policarpo é responsável ainda pela ordem para que um repórter contratado pela Revista VEJA invadisse o quarto do Hotel Nahoum em que José Dirceu estava hospedado e, em denúncia feita também em primeira mão por este blog (Clique aqui para ler), de implantar câmeras espiãs no corredor do Hotel para filmar e fotografar quem o visitava.
As revelações sobre o bicheiro também atingem o governador tucano de Goiás, Marconi Perillo. Luís Nassif revela no assombroso caso Francisco Escórcio a trama engendrada pelo Senador Demóstenes e a VEJA para enfraquecer o senador Renan Calheiros, inventou que o assessor do Deputado teria ido à Goiânia para filmar Demóstenes e Perillo usando o Hangar do contraventor. Por mais que a armação tenha sido bem sucedida revelou a promiscuidade entre autoridades e criminosos conhecidos. Mas não para por aí, no pinga-pinga de informações vai sendo revelado o grau de influencia do bicheiro no governo de Goiás,  que nomeava delegados e ainda definia salários.
A pergunta que fica é que já que tem acesso privilegiado às gravações do inquérito, quando as organizações Globo vão divulgar o conteúdo das gravações entre Cachoeira e Policarpo Junior da VEJA e revelar a relação com o Governador de Goiás?
As organizações Globo já mostraram em diversas ocasiões  que quando precisa sacrificar algum aliado prefere que seja do DEM e continua defendendo com unhas e dentes seus sócios tucanos, e isso ficou claro recentemente no contorcionismo praticado por eles para ignorar o livro A Privataria Tucana do jornalista Amaury Junior, que fere de morte o tucano José Serra.
A ligação entre veículos de comunicação brasileiros que impede que uns denunciem os outros, como no exemplo acontecido recentemente no Reino Unido quando o The Guardian denunciou o esquema de Rupert Murdoch, ultrapassa os limites de proteção corporativista para evidenciar uma associação criminosa com direito a pacto de silêncio, que lembra os termos da Omertá da Máfia Siciliana, que aqui se deve pela quantidade de munição que uns armazenam dos outros. O dia que um veículo desse cair, vai levar os outros juntos para o buraco.



Follow Me on Pinterest

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.