25/04/2012

Maria Lurdes: uma brasileira pede ajuda


Uma semana atrás recebi um e-mail contando brevemente a história de Maria Lurdes da Silva. Num primeiro momento, chamou minha atenção o e-mail ter sido endereçado ao Estado de São Paulo, ao Senador Aécio Neves, Walter Feldman, alguns outros deputados e ao blogue Comunica Tudo. Não tenho os poderes e alcance que os citados possuem, mas sinto-me na obrigação de auxiliar como posso. Abaixo reproduzo trecho do primeiro e-mail que recebi:

Minha mãe, vem lutando para se aposentar já faz algum tempo; ela se acidentou em 2004 e desde lá varios fatores de saúde vem afetando sua vida. Não estou aqui para ninguém ter dó dela, estou vinculando essa carta para que eu possa mostrar a todos as dificuldades que o nosso SISTEMA coloca na vida das pessoas que querem se aposentar por invalidez, porque do jeito que ela se encontra, não tem condições fisicas, nem psicológicas, de trabalhar. Quando ela vai à pericia, eles sempre colocam empecilhos. Ela ganhou uma causa na justiça contra o governo do estado (SP) e até agora não conseguiu receber a indenização e a carteira de trabalho dela de volta dada baixa para que possa dar  entrada em sua aposentadoria. O PROCESSO ESTÁ EM DIGITALIZAÇÃO DESDE NOVEMBRO DE 2011. Quando vc ler a carta saberá o que estou dizendo; peço para vcs que compartilhem por favor essa carta, para que chegue as mãos das pessoas influentes que possam ajuda-la.
Após ler as quatro páginas manuscritas por Maria Lurdes, anexadas ao e-mail, resolvi fazer contato, com algumas perguntas, pois estava com algumas dúvidas. Então descobri que a pessoa que mandou o e-mail é a filha de Maria Lurdes, conforme ela mesmo explicou no e-mail enviado:

olá boa noite sou filha da dona Maria Lurdes, ela escreveu a carta eu escaniei e a mandei para vario endereços de E-mail, deputados , revistas, jornais....Meu nome é Fabíola L. [...].A profissão de minha mãe é Auxiliar Técnica de enfermagem , ela tem 58 anos , mora em Mogi, mas como está fazendo o tratamento do câncer, ela está morando em uma casa de aluguel aqui em Caraguatatuba, pois lá em Mogi eu não teria como ir cuidar dela.Ela tem 3 filhos ao todo.Sobre os dados do processo vou conversar com ela e pedir permissão para usá-los na matéria. Essa é a primeira tentativa de pedido de ajuda, ainda não  procuramos ninguém.

Mais alguns e-mails trocados e Fabíola me enviou alguns dados do processo citado em carta: PROC. ORIGEM : 0439/2007 - 03ª VT de Mogi das Cruzes. Abaixo segue a carta manuscrita por Maria Lurdes da Silva, para que todos possam tomar conhecimento da situação. Leia e compartilhem. Caso alguém saiba como ajudar, o e-mail de contato é malusilva55@hotmail.com 




0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.