02/04/2012

Revista Carta Capital "some" das bancas de Goiânia

carta_capital_-_perillo
Carta Capital produziu reportagem sobre relação de Cachoeira com Demóstenes e Perillo

Com reportagem de capa sobre a Operação Monte Carlo, a revista Carta Capital recebe desde a tarde do último domingo, 1°, mensagens que alertam para o "sumiço" da publicação em Goiânia. A matéria assinada pelo jornalista Leandro Fortes traz documentos e gravações que mostram como Carlinhos Cachoeira manipulava o senador Demóstenes Torres (DEM) e o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB).

De acordo com o impresso, os leitores relatam pelas redes sociais que "a edição da revista teria sido comprada em grandes lotes por indivíduos em carros sem placas, supostamente ligados a Cachoeira, preso desde fevereiro sob acusação de chefiar o esquema do jogo do bicho em Goiás, e a pessoas próximas dos envolvidos nas denúncias ao governador de Goiás, para evitar que a população tivesse conhecimento do caso".

Carta Capital entrou em contatou com pelo menos 30 bancas de jornal, livrarias e revistarias da capital goiana. Seis atenderam a chamada e confirmaram que a edição está esgotada. “A fotocópia da matéria custa cinco reais, quer que eu reserve? Não tenho mais como tirar outra, porque a tinta da máquina acabou”, ofereceu, por telefone, a vendedora de uma das revistarias de Goiânia.

A situação ainda está sendo apurada pela redação de Carta Capital a fim de confirmar ou não as denúncias recebidas. Nesta segunda-feira, 2, a revista vai disponibilizar em seu site a íntegra do texto de Leandro Fortes. Em seu perfil no Facebook, o repórter afirmou que a "bandidagem" retirou os exemplares da revista das bancas em Goiânia.




Follow Me on Pinterest

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.