05/07/2012

Facebook censura página feminista que expôs imagens de nudez


Facebook censura novamente página do grupo Femen. A rede social, que já havia censurado as feministas duas vezes, possui uma política restrita contra imagens de nudez

feminista nua
Uma das fotos censuradas pelo Facebook. Imagem: Reprodução
O Facebook censurou mais uma vez a página do grupo ucraniano feminista Femen nesta segunda-feira (02/07). A administração da rede social removeu duas fotos de uma manifestação das ativistas. Nas imagens, elas mostravam os seios em sinal de protesto.
censura a mulheres com seios à mostrafaz parte da política do Facebook, que já censurou outros grupos e usuários da rede, chegando a suspender suas contas. O próprio Femen já havia sofrido com a repreensão dos administradores em 2011, quando sua página foi tirada do ar duas vezes.

As fotos censuradas são de um protesto do último dia 10, em Hamburgo, na Alemanha, contra o fascismo da indústria do sexo. As feministas se manifestaram em um bairro repleto de casas de prostituição. Nas imagens, as ativistas utilizam apenas sungas e têm mensagens escritas em seu corpo.
Tentando driblar a política do Facebook, o Femen apenas publica fotos em que os seios de suas ativistas estão cobertos com imagens virtuais. O grupo passou a utilizar outras redes sociais, como o Google+, para divulgar as fotos de seus protestos. Entretanto, mesmo em outros meios, as feministas encontram resistência dos administradores.
(Publicado no Opera Mundi)

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.